Professor de SC relata transtornos com indisponibilidade de plataforma que reúne currículo de pesquisadores: ‘dificulta bastante o trabalho’


IFSC chegou a reorganizar prazos de editais por conta do problema na Plataforma Lattes. CNPq informa que todos os prazos do órgão estão suspensos. Professor de SC não conseguiu atualizar o currículo na Plataforma Lattes na segunda-feira (26)
Anderson da Silva Honorato/Arquivo Pessoal
O professor do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e coordenador de Pesquisa do Campus Gaspar, no Vale do Itajaí, Anderson da Silva Honorato, tentou atualizar o currículo acadêmico na Plataforma Lattes nesta segunda-feira (26). Porém, não conseguiu e a página informava que a “conexão foi redefinida”.
Ele relatou que houve transtornos para a instituição por causa do não funcionamento da plataforma. O IFSC chegou a reorganizar prazos de editais próprios (veja mais informações abaixo).
No sábado (24), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, informou que todos os sistemas e plataformas próprios estavam indisponíveis. Nesta terça-feira (27), os dados continuavam fora do ar. O órgão informou que identificou o problema da instabilidade, mas não deu prazo para o restabelecimento da rede.
“Isso gera um certo transtorno, porque não conseguimos acessar a plataforma. [o Lattes] É um pré-requisito para vários editais. Você não consegue acessar. Se você precisa atualizar, você fica de mãos atadas. Isso dificulta bastante o trabalho”, disse o professor.
Plataforma Lattes reúne quatro sistemas onde alunos e pesquisadores registram seus currículos para conseguirem bolsas de pesquisa, vagas em universidades e participarem de editais e concursos
Reprodução
eu
No IFSC, o professor informou que a Pró-Reitoria da Instituição irá reorganizar os prazos para envio de documentação de candidatos que desejam participar de editais de pesquisa que estão abertos na unidade.
“Há alguns editais de pesquisa que os alunos bolsistas precisam ter o currículo Lattes, é pré-requisito. Mas alguns alunos que ainda não tinham foram tentar fazer. Mas como a plataforma está fora do ar, eles não conseguem fazer. Por isso os prazos serão reorganizados”, afirmou.
“Minha maior preocupação é se os dados foram perdidos, porque o comentário que se faz é que pode ser que não havia backup [cópia de segurança]. Como iremos fazer? Porque são anos e anos trabalhando e alimentando o currículo, não é algo que se faz em um dia. Seria um transtorno ter que fazer tudo isso novamente, é todo um processo para cadastrar”, disse .
Nesta terça, o CNPq informou que identificou o problema que retirou do ar todos os seus sistemas e plataformas, e garantiu que não houve perda dos dados de pesquisas e pesquisadores do país. Mesmo com a declaração do órgão, o professor vê a situação com receio.
O CNPq, a agência federal de fomento à pesquisa, tem a maior e mais importante plataforma científica do Brasil, reunindo toda a produção cientifica nacional, como projetos, pesquisas e trabalhos desenvolvidos por pesquisadores e universidades brasileiras. O órgão também é responsável pelo pagamento de bolsas a cientistas no país.
O que é a Plataforma Lattes?
A Plataforma Lattes reúne quatro sistemas onde cientistas, professores e pesquisadores do Brasil devem registrar seus currículos para conseguirem bolsas de pesquisa, vagas em universidades e participarem de editais e concursos. Ela é de responsabilidade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Em nota, o órgão garantiu que o pagamento das bolsas de pesquisa implementadas não será afetado e que todos os prazos estão suspensos ou serão prorrogados. Não foi informado a causa do problema que tirou todo o sistema do ar nem um prazo para o restabelecimento da rede. (Veja a nota na íntegra abaixo).
Exemplo de currículo de pesquisador cadastrado na plataforma Lattes, do CNPq.
Reprodução
Plataforma que reúne currículos de pesquisadores no Brasil está fora do ar há 4 dias; CNPq afirma que não há perda de dados
Esclarecimentos
Informe publicado pelo órgão na tarde desta terça-feira (27)
Redes Sociais/Reprodução
No começo da tarde desta terça, o CNPQ publicou um comunicado no site e nas redes sociais com esclarecimentos sobre a situação. Confira:
Em continuidade aos comunicados sobre a indisponibilidade dos sistemas do CNPq, incluindo as Plataformas Lattes (Currículo Lattes, Diretório de Grupos de Pesquisa, Diretório de Instituições e Extrator Lattes) e Carlos Chagas, esclarecemos:
O problema que causou a indisponibilidade dos sistemas já foi diagnosticado em parceria com empresas contratadas e os procedimentos para sua reparação foram iniciados.
O CNPq já dispõe de novos equipamentos de TI e a migração dos dados foi iniciada antes do ocorrido. Independentemente dessa migração, existem backups cujos conteúdos estão apoiando o restabelecimento dos sistemas. Portanto, não há perda de dados da Plataforma Lattes.
O pagamento das bolsas implementadas não será afetado.
Todos os prazos de ações relacionadas ao fomento do CNPq, incluindo a Prestação de Contas, estão suspensos e, de ofício, serão prorrogados.
Os comunicados oficiais do CNPq são feitos exclusivamente por meio dos canais oficiais na internet: site e redes sociais. Manteremos todos atualizados sempre que houver novas informações sobre a questão.
Para demais dúvidas, entre em contato com a Central de Atendimento pelo telefone 61 3211 4000 ou pelo e-mail cnpq@mctic.gov.br
Reforçamos que o CNPq/MCTI estão comprometidos com a restauração do acesso aos sistemas operacionais com a maior brevidade possível.
VÍDEOS: mais assistidos do G1 SC nos últimos 7 dias
Veja mais notícias do estado no G1 SC