Alok se joga na pista do trio Rooftime em single feito com duo Dubdogz


Trio paulista de synth pop que entrou na pista em setembro de 2018, com o lançamento da gravação do single I will find em colaboração com Vintage Culture, Rooftime já concretiza parceria com Alok.
O DJ apadrinha o trio – gestado a partir de 2017 pelos irmãos Gabriel Souza Pinto e Rodrigo Souza Pinto com o amigo Lisandro Carvalho – ao assinar o single Free my mind com o Rooftime em ação estratégica, já que o trio integra o cast da agência que gerencia a carreira de Alok.
Com letra escrita pelos integrantes do Rooftime, a música Free my mind foi formatada com a adesão do duo Dubdogz para gerar a gravação lançada em single nessa temporada carnavalesca simultaneamente com outro single de Alok, Symphonia, gravado com o grupo Sevenn.
Os irmãos componentes do Dubdogz trabalharam na finalização da música a partir da letra feita pelo Rooftime há cerca de dois anos.
Capa do single ‘Free my mind’, de Alok e Rooftime com Dubdogz
Divulgação

Please enter banners and links.

Erasmo Carlos e Jorge Ben Jor têm gravações dos anos 1970 incluídas no disco ‘Amor de mãe 2’


Presentes no primeiro volume, Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia também figuram no segundo CD com fonogramas da trilha sonora da novela das 21h. Na sequência quase imediata da edição do disco com o primeiro volume da trilha sonora da novela Amor de mãe, atual atração da TV Globo no horário das 21h, a gravadora Som Livre lança em CD e em edição digital o disco Amor de mãe vol. 2.
Tal como o primeiro volume, o segundo disco reúne 15 fonogramas, reverberando gravações já pré-existentes. Há achados nesse disco como Brother (Jorge Ben Jor, 1974), música menos popular de Jorge Ben, gravada pelo cantor para o antológico álbum Tábua de esmeraldas (1974).
Outra pérola da década de 1970, É preciso dar um jeito, meu amigo é revivida na gravação original feita por Erasmo Carlos – parceiro de Roberto Carlos na composição – para o álbum Carlos, Erasmo (1971).
Cantores presentes no primeiro volume, Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia também figuram no disco 2. Caetano é ouvido com a canção autoral Não me arrependo em gravação do álbum Cê (2006). Gal está no disco com Palavras no corpo (Silva e Omar Salomão), fonograma do álbum A pele do futuro (2018).
Já Bethânia aparece com As canções que você fez pra mim (Roberto Carlos e Erasmo Carlos, 1966) em gravação que deu título ao álbum lançado pela cantora em 1993 com abordagens suntuosas de sucessos de Roberto Carlos.
Fonogramas recentes de Elza Soares e Tim Bernardes – A mulher do fim do mundo (Romulo Fróes e Alice Coutinho, 2015) e Ela (Tim Bernardes, 2017), respectivamente – dão o tom contemporâneo, antenado e diversificado da seleção musical da novela Amor de mãe.
Com capa que expõe foto dos atores Chay Suede e Jéssica Ellen, intérpretes do casal Danilo e Camila na trama orquestrada com engenhosidade pela escritora Manuela Dias, o disco Amor de mãe vol. 2 chega ao mercado fonográfico nesta segunda quinzena de fevereiro de 2020.

Please enter banners and links.