WhatsApp foi o app mais baixado no Brasil e no mundo em 2019

<div class="media_box full-dimensions660x360">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/whatsapp-grupos-contatos-tecnologia-07112019113709892?dimensions=660×360" title="Brasileiros estão em 3º no ranking dos que passam mais tempo em aplicativos" alt="Brasileiros estão em 3º no ranking dos que passam mais tempo em aplicativos" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Brasileiros estão em 3º no ranking dos que passam mais tempo em aplicativos</span>
<span class="credit_box ">Pixabay</span>
</div>
</div>

<p>
O aplicativo WhatsApp foi o que apresentou o maior número de usuários no mundo e no Brasil. A informação é do relatório “Estado do Mundo Móvel 2020”, da consultoria App Annie, levantamento mais renomado sobre o mercado de aplicativos. O documento mostrou também que os brasileiros estão em terceiro no ranking de quem mais passa tempo utilizando esses programas.</p>
<p>
No ranking mundial de mais usuários mensais, o WhatsApp ficou no topo. A lista evidencia a manutenção do domínio do Facebook, empresa que controla o app de mesmo nome, o FB Messenger, o Instagram e o próprio WhatsApp. Tomando números absolutos, o ranking é completado por apps chineses, em um mercado turbinado pela grande população do país.</p>
<p>
Já no ranking de receitas obtidas em apps pagos, o grupo mostra a força dos apps de entretenimento e dos serviços de relacionamento. Neste último grupo está o Tinder, que encabeça a lista. Em seguida vêm aplicações de vídeo, como Netflix, Youtube e a chinesa Tencent Video.</p>
<p>
No Brasil, o app com mais usuários mensais em 2019 foi o WhatsApp. O ranking é parecido com o global, com predomínio dos aplicativos do Facebook. Entram aí programas de mobilidade, como o Uber e Waze, de compras, como o Mercadolibre, e de instituições financeiras, como o do banco Caixa.</p>
<p>
Já no ranking de downloads, as posições invertem-se entre os apps do Facebook. Na comparação com o número de usuários mensais, entra o app de mobilidade da 99Taxis e o editor de vídeos para o WhatsApp Kwai.</p>
<p>
Na lista de gastos com apps, o Tinder também figura em primeiro, para além da presença de outro programa de relacionamentos, o Happn. Os serviços de streaming também aparecem com força, com a diferença da presença do maior conglomerado de mídia do país, com o GloboPlay, e do Hbo Go e o produto voltado ao público infantil PlayKids.</p>

Please enter banners and links.

Whatsapp: veja 7 dicas para não cair no golpe do falso empréstimo

<div><img src="https://img.r7.com/images/whatsapp-16012020135250138?dimensions=660×440&no_crop=true"><p>Você recebe uma mensagem pelo WhatsApp oferecendo um empréstimo atrativo, com taxas de juros mais baixas ou valor pré-aprovado alto. Aparentemente, tudo indica ser um contato de uma instituição financeira confiável. O atendente é simpático e responde até mesmo com áudios. Essas podem ser algumas das características de golpes pelo aplicativo de troca de mensagens<br><br><br></p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/hacker-16012020144241695?dimensions=660×440&no_crop=true"><p>Nos últimos dois anos, esse tipo de fraude teve um salto de quase 200%, de acordo com levantamento realizado pelo Reclame Aqui. Os criminosos usam os nomes e aspectos como identidade visual de empresas reais para enganar as vítimas.&nbsp;A Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD) elaborou um guia com dicas para reconhecer e se proteger dessa ciladas</p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/transferencia-16012020132806693?dimensions=660×440&no_crop=true"><p><b>Depósito antecipado</b><br><b><br></b>Uma empresa séria jamais exigirá do consumidor depósito antecipado para liberar um empréstimo. “Essa prática é ilegal e está sujeita inclusive à responsabilização criminal, podendo ser enquadrada no crime de estelionato – artigo 171 do Código Penal. Se for vítima, a orientação é fazer um boletim de ocorrência o mais rápido possível”, afirma Rafael Pereira, presidente da ABCD.<br></p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/seguranca-online-16012020133759559?dimensions=660×440&no_crop=true"><p><b>Exigência de fiador</b><br><b><br></b>Outra exigência ilegal. Na ânsia de obter o empréstimo, há quem pague fiador. Essa é, aliás, uma das características aproveitadas pelos criminosos: eles utilizam a fragilidade da pessoa, que costuma estar em dificuldades financeiras, para concretizar o golpe. Em qualquer modalidade de empréstimo, interessam apenas e tão somente as informações financeiras do tomador de crédito. <br><br></p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/dinheiro-16012020132212391?dimensions=660×440&no_crop=true"><p><b>Promessa de elevação da nota de crédito</b><br><br>Há quem prometa melhorar sua nota de crédito, também chamada de score. Isso não é possível. “O score diz respeito ao histórico de pagamentos de cada pessoa física ou jurídica. Para chegar a ele, os birôs de crédito realizam um trabalho sério e reconhecido internacionalmente. Seu score só pode ser consultado/acessado por você nos sites dos birôs, não estando aberto a outros consumidores”, explica Pereira<br><br></p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/link-16012020134404793?dimensions=660×440&no_crop=true"><p><b>Cópia ou reprodução do site</b><br><br>Os golpistas costumam simular sites de instituições financeiras para atrair pessoas interessadas em contratar crédito. Como os ambientes são parecidos, a vítima não percebe que se trata de um site fraudulento. A orientação é conferir o endereço eletrônico, analisando os links antes de clicar neles. O símbolo de um cadeado ou a indicação do ‘https’ antes do endereço do site, por exemplo, são importante e garantem ser um ambiente seguro<br></p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/seguranca-online-16012020133759144?dimensions=660×440&no_crop=true"><p><b>Conta do tipo pessoa física</b><br><br>No golpe do WhatsApp, as vítimas depositam o valor exigido em contas bancárias pertencentes a pessoas físicas. Esse é um dos sinais de golpe. As instituições financeiras trabalham com contas do tipo pessoa jurídica. Elas jamais farão ou pedirão qualquer transação bancária via pessoa física<br><br><br></p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/whatsapp-golpe-16012020134943115?dimensions=660×440&no_crop=true"><p><b>Links enviados por remetentes desconhecidos</b><br><br>Para invadir seu computador ou celular, os criminosos enviam links por e-mail, WhatsApp ou SMS. Os textos que acompanham esses links são tentadores. Alguns prometem prêmios. A regra é desconfiar sempre<br><br></p></div><div><img src="https://img.r7.com/images/credito-16012020134015381?dimensions=660×440&no_crop=true"><p><b>Garantia de rentabilidade e/ou alta taxa de rendimento</b><br><br>Cuidado com as falsas promessas de investimento. A garantia de rentabilidade e a alta taxa de rendimento – ou ainda as duas combinadas – aparecem com frequência nos golpes. “Uma forma de se proteger é verificar se quem faz a oferta é credenciado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (&nbsp;Anbima), que tem credibilidade por representar as instituições financeiras”, finaliza Pereira&nbsp;<br><br></p></div>

Please enter banners and links.