Jac apresenta compacto, SUVs e picape elétricos no Brasil; veja preços e fotos


Veículos estão previstos para chegar ao mercado nos próximos meses e custam a partir de R$ 119.900. Picape elétrica será vendida por R$ 229.900. Jac iEV20
Divulgação
A Jac anunciou a chegada de 5 veículos elétricos nos próximos meses ao mercado brasileiro. Apostando no crescimento do segmento, a empresa terá um compacto, 2 SUVs, picape e até caminhão elétrico à venda.
Depois da chegada dos elétricos “populares” Renault Zoe, Nissan Leaf e Chevrolet Bolt, a Jac planeja ter o elétrico mais barato do Brasil.
O quanto roda, onde recarregar, custo… como é o dia a dia com carros elétricos
Harley sem ronco: veja como anda a primeira moto elétrica da marca
iEV 20
O modelo é considerado um “SUV de entrada” pela Jac, mas tem a estrutura de um compacto . Com tem 320 km de autonomia, para uma capacidade de carga de 41 kWh, e vai custar R$ 119.900, o que o torna mais barato que as atuais opções no Brasil. Suas vendas começam em janeiro de 2020.
Jac iEV20
Divulgação
iEV 40
Previsto para começar a ser vendido em setembro, o iEV 40 é um SUV de porte médio e pode rodar até 300 km com uma carga na bateria, que tem capacidade de 40 kWh. Seu preço será de R$ 153.500.
Jac iEV 40
Divulgação
iEV 60
De maior porte dentre os SUVs elétricos da Jac, o iEV60 está previsto para chegar em julho de 2020 ao preço de R$ 229.900. Com bateria de capacidade de 63 kWh, sua autonomia é de 380 km.
Jac iEV 60
Divulgação
iEV 330P
Com bateria de 67 kWh e autonomia de 320 km, a iEV 330P é uma picape 100% elétrica que custará R$ 229.900.
Jac iEV 330P
Divulgação
iET 1200T
O caminhão elétrico iEV 1200T terá capacidade de levar 6 toneladas e uma autonomia de 200 km (97 kWh na bateria). Previsto para dezembro de 2019, o veículo custará R$ 259.900.
Jac iET 1200
Divulgação

O mistério do ‘monstro’ que apareceu em famoso rio da China

Uma filmagem mostra algo que parece ter um rabo deslizando para frente e para trás no rio

Uma filmagem mostra algo que parece ter um rabo deslizando para frente e para trás no rio
Reprodução

Alguma coisa espreita nas profundezas do famoso rio Yangtzé, na China — e as redes sociais estão transbordando de discussões sobre o que poderia ser.

Na sexta, um vídeo apareceu na rede social Sina Weibo (uma espécie de versão chinesa do Twitter) do que parecia ser uma longa criatura negra manobrando pelas águas, e o assunto dominou as discussões online desde então.

O vídeo rapidamente atingiu um milhão de visualizações, e as teorias se multiplicam.

Especialistas analisaram o caso — e alguns acham que pode haver uma explicação bem mais simples.

O vídeo

O vídeo que gerou o mistério foi filmado na costa da cidade de Yichang, na província de Hubei, próximo à hidrelétrica das Três Gargantas, e teve mais de seis milhões de visualizações e milhares de curtidas depois de ser compatilhado pela página popular Pear Video.

As imagens mostram o que parece ser uma enorme cobra ou enguia nadando.

Moradores locais observam a criatura das margens intrigados — e usuários das redes sociais também ficaram curiosos sobre o que poderia ser.

Muitos elaboraram teorias usando a hashtag #ThreeGorgesMonsterPhotos (“Fotos do monstro de Três Gargantas, em tradução livre) e especialistas também começaram a dar suas opiniões.

Em uma entrevista para o canal Pear Video, o professor Wang Chunfang, da Universidade Agrária de Huazhong, disse que provavelmente não se trata de uma nova espécie, e provavelmente é apenas uma “cobra d’água”.

Alguns usuários disseram que “fatores externos como poluição” poderiam ter tido um papel em fazer com que a cobra marinha crescesse a um tamanho extraordinário.

Mas nem todos estão convencidos.

Uma filmagem separada levou outros usuários a questionar se o objeto não identificado sequer é um ser vivo.

 

Há quem defenda que o objeto nem é um ser vivo

Há quem defenda que o objeto nem é um ser vivo
Reprodução

O site de notícias The Paper compartilhou outro vídeo que mostra algo longo e negro se movendo na água e que parece ter menos “vida”.

O artigo questiona se o mistério todo não era apenas “um rumor” e entrevista um biólogo, Ding Li, que diz que o objeto não é nem um peixe nem uma cobra, mas apenas um “objeto flutuando.”

Desde então uma foto viralizou mostrando um longo pedaço de tecido preto caído em algumas rochas, alimentando discussões de que o pedaço de lixo poderia ser o misterioso objeto filmado anteriormente.

 

Será que a solução do mistério é mais simples do que parece?

Será que a solução do mistério é mais simples do que parece?
Reprodução

Essas especulações levaram a piadas sobre o governo estar tentando atrair turistas para a região, já que investiu milhares de dólares na construção e manutenção da hidrelétrica de Três Gargantas.

Outros fizeram piadas sobre a qualidade do vídeo, apesar do rápido desenvolvimento dos smartphones de alta qualidade da China.

“Monstros sempre aparecem quando existem apenas alguns poucos pixels”, disse um comentarista.

O que afinal vive no Yangtzé?

Salamandras-gigantes-da-China são uma das espécies que vivem no rio

Salamandras-gigantes-da-China são uma das espécies que vivem no rio
AFP

O rio Yangtzé é o mais longo da Ásia, com 6,9 mil km de curso, e o 3º mais longo do mundo.

Mas a poluição o afetou fortemente nos últimos anos, o que significa que o seu ecossistema se tornou menos diverso.

A maior criatura que sabe-se existir em suas águas atuamente é a salamandra-gigante-da-China, que pode atingir 1,8 metros de comprimento. É a maior salamandra do mundo e a maior espécie de anfíbio conhecida.

A espécie está criticamente ameaçada graças à poluição.

 

A hidrelétrica de Três Gargantas tem a maior represa artificial do mundo

A hidrelétrica de Três Gargantas tem a maior represa artificial do mundo
Zhang Peng/Getty Images

Outros mistérios da China

 

A China tem diversas teorias da conspiração sobre criaturas míticas espreitando nas profundezas.

Desde 1987, há dúvidas sobre a existência de um “monstro” no Lago Kanas, em Xinjiang, após diversos relatos de pessoas que viram algo no local.

No entanto, especialistas acreditam que se trata de um taimen, uma espécie que salmão que pode atingir 1,8 m, segundo o jornal oficial do governo China Daily.

Mais recentemente, em agosto de 2017, viralizou uma filmagem mostrando uma criatura aquática estranha que parecia erguer sua cabeça para fora da água na Província de Yunnan.

Autoridades, no entanto, disseram que o “monstro” é um crocodilo ou um pedaço de lixo flutuando.

A BBC Monitoring analisa notícias da TV, do radio, da internet e da mídia impressa ao redor do mundo.