Ira! permanece com fôlego no terceiro single do primeiro álbum de inéditas da banda em 13 anos


Balada-rock ‘Chuto pedras e assobio’ é composição do guitarrista Edgard Scandurra em parceria com Bárbara Eugenia. Capa do álbum ‘Chuto pedras e assobio’, da banda Ira!
Divulgação
Resenha de single
Título: Chuto pedras e assobio
Artista: Ira!
Compositores: Edgard Scandurra e Bárbara Eugenia
Gravadora: Ditto Music
Cotação: * * * *
♪ Terceiro single do primeiro álbum de músicas inéditas do grupo Ira! desde Invisível DJ (2007), disco lançado há 13 anos, Chuto pedras e assobio mostra que a banda paulistana permanece com fôlego renovado após ter sido reagrupada em 2013 pelo vocalista Nasi com o guitarrista Edgard Scandurra.
Composição inédita feita em 2010 por Scandurra em parceria com Bárbara Eugenia, Chuto pedras e assobio surgiu na cidade do Rio de Janeiro (RJ) quando o guitarrista do Ira! produzia disco de Eugenia.
O assobio que norteia a música – assobio que, mesmo com a devida leveza, tem a força de riff que dá identidade a uma gravação – foi o ponto de partida para a composição, finalizada por Scandurra com Eugenia na coautoria da letra escrita com inspiração na rotina vivenciada por músicos e cantores em turnês longe de casa.
“Sempre bem acompanhado de meu eu sozinho / E não penso em mais nada vem ficar comigo / Vai que o mundo acaba, vai que a gente some / Eu caminho pela estrada chuto pedras e assobio”, canta Nasi no tom suave pedido por essa balada-rock.
Música tão simples quanto envolvente, Chuto pedras e assobio se juntou na sexta-feira, 1º de maio, aos singles anteriores O amor também faz errar (Edgard Scandurra) – power balada apresentada em 14 de fevereiro – e Mulheres à frente da tropa (Edgard Scandurra).
Lançada em 20 de março, essa ode do Ira! ao empoderamento feminino foi apresentada na voz de Scandurra em tom que caberia no clima do álbum ao vivo Ira! Folk (2017).
Os três singles do Ira! em 2020 sinalizam que a banda – formada atualmente por Nasi e Scandurra com o baterista Evaristo Pádua e o baixista Johnny Boy – aprontaram álbum honroso sem procurar impressionar ou soar moderna, erro do álbum anterior Invisível DJ.
Tudo indica que o Ira! somente quer voltar a soar como o Ira! dos anos 1980 no álbum intitulado Ira – sem o ponto de exclamação – e gravado pela banda quase quarentona no estúdio A9, na cidade natal de São Paulo (SP), com produção musical confiada a Apollo 9.
Capa do single ‘Mulheres à frente da tropa’, da banda Ira!
Divulgação