Embraer faz parceria por avião elétrico e prevê teste em 2020


Acordo com a Weg foi firmado nesta quarta-feira (29) em São José dos Campos (SP). Proposta prevê reduzir emissão de carbono no setor aeronáutico. Embraer e Weg selam parceria em encontro na sede da fabricante de aeronaves, em São José
Embraer/Divulgação
A Embraer divulgou na quarta-feira (29) uma parceria com a Weg, que é fabricante de motores, para desenvolvimento de um sistema de propulsão aeronáutica elétrica para aeronaves. O primeiro voo do protótipo movido a energia elétrica está previsto para 2020.
Segundo a Embraer, o acordo prevê cooperação científica entre as empresas para criação da tecnologia. A intenção é acelerar o processo em busca de soluções para reduzir as emissões de carbono do setor aeronáutico. O modelo movido à combustão é poluidor do meio ambiente.
Inicialmente os estudos conduzidos por profissionais da Embraer e da Weg serão feitos em laboratório e depois será criada uma plataforma para integração e testes para simular a operação real.
“Para os ensaios será utilizada uma aeronave de pequeno porte monomotor, baseada no EMB-203 Ipanema, que realizará a avaliação primária da tecnologia de eletrificação”, disse a Embraer em texto divulgado à imprensa.
O acordo com a Weg ocorre dois anos depois da Embraer firmar outra parceria, com a Uber, para a criação de ‘carros voadores’. O modelo, com decolagem e aterrissagem vertical, deve iniciar operação em caráter experimental também em 2020.