Xbox ou PS5: nova geração de consoles aposta em opções para diferentes perfis de jogadores

Microsoft oferece aparelho mais barato com o Series S e catálogo variado de games. Sony apresenta maior inovação tecnológica e grandes jogos exclusivos. Xbox ou PS5: nova geração de consoles oferece opções para diferentes perfis de jogadores
Com os lançamentos dos Xbox Series X e S e do PlayStation 5, é possível perceber que a nova geração de consoles aposta menos em uma disputa direta entre Microsoft e Sony, com opções diferentes para os variados perfis de jogadores.
G1 JOGOU: Xbox Series S é o grande trunfo da Microsoft no Brasil
G1 JOGOU: PS5 oferece a maior inovação da geração com o controle DualSense
Com preços que vão de R$ 2.800 (Series S) a R$ 4.700 (PS5 padrão), as fabricantes têm um modelo mais acessível, indicado para quem não pode — ou quer — investir tanto, e até uma novidade tecnológica digna de uma geração nova.
O G1 testou os consoles, enviados pelas empresas, para ajudar aqueles que ainda não sabem se preferem Xbox ou PlayStation.
Inovação
No quesito inovação não há muita disputa. Pelo menos logo de cara, a Sony sai na frente com seu novo controle, DualSense, que oferece possibilidades inéditas a jogadores e desenvolvedores em relação a imersão.
O controle não é apenas uma grande inovação, mas é a única que vai além da já esperada evolução de gráficos e performance, presente nos aparelhos das duas fabricantes.
Com SSDs utilizados tanto no PlayStation quanto nos dois Xbox, todos os consoles conseguem um aumento considerável na velocidade de carregamento.
Catálogo de games
A Sony quase amplia a disputa em relação a catálogo de games, mas um empate técnico, pelo menos por enquanto, é mais justo.
A japonesa até tem uma lista mais atraente de lançamentos exclusivos no presente, como o “Demon’s Souls” remasterizado, e no futuro, como o novo “God of War”.
Mas a Microsoft dá um banho já no lançamento dos consoles com o Game Pass, seu serviço por assinatura com centenas de jogos clássicos (e alguns nem tanto).
A oferta só é tão grande, aliás, graças a outro trunfo dos dois Series, que possuem a retrocompatibilidade com quatro gerações. Ou seja, os novos Xbox rodam jogos de todos os consoles anteriores da Microsoft – enquanto o PS5 fica limitado a games de seu antecessor direto.
Preço
Em relação a valores, não tem como competir com o preço do Xbox Series S, uma versão mais modesta da nova geração da Microsoft.
A pequena caixinha branca tem preço sugerido de R$ 2.800 e deve ser a principal escolha para quem não faz tanta questão em relação a gráficos.
Mesmo sem atingir 4K de definição em games ou taxas tão elevadas de frames por segundo, não deixa tanto a dever em relação a seu primo, o Series X, que custa R$ 4.600.
A Sony até tem uma versão mais barata. O Digital Edition, sem leitor de discos mas com um preço de R$ 4.200, tem a mesma performance do modelo padrão, vendido a R$ 4.800. Mesmo assim, é consideravelmente mais caro do que o Series S.
Veredito?
Como está escrito lá no começo, não é exatamente uma questão de qual é o melhor console, mas qual o melhor para o perfil de jogador.
Quem quer uma novidade verdadeira em uma nova geração, ou até mesmo é um grande fã das narrativas exclusivas da Sony, vai querer investir no PS5. Só o DualSense já justifica a escolha.
Não que a Microsoft não tenha seus próprios games, como “Halo” ou “Fable”, mas os americanos apostam mesmo em todo o ecossistema oferecido pelo Game Pass. E, claro, um console novo mais de mil reais mais barato que os concorrentes é difícil de ser ignorado.