Winity: conheça uma das vencedoras do leilão do 5G, que vai operar no modelo de atacado


Empresa que fez lance de R$ 1,427 bilhão por lote de 700 MHz e poderá operar em todo o Brasil foi criada há cerca de um ano pela Pátria Investimentos. Guia do 5G: tire suas dúvidas
Uma das vencedoras do leilão do 5G realizado nesta quinta-feira (4) foi a Winity II Telecom Ltda. A empresa apresentou lance R$ 1,427 bilhão pelo lote 1, na faixa de 700 MHz, e poderá operar em todo o território nacional.
A Winity é uma provedora de infraestrutura wireless (sem fio) criada há cerca de um ano pela Pátria Investimentos, gestora de ativos que tem sede nas Ilhas Cayman.
A Pátria afirmou nesta quinta-feira (4) que o objetivo da Winity é “desenvolver um plano de implantação de cobertura celular em modelo de atacado”, voltado para empresas.
“Criamos a Winity com o propósito de prover infraestrutura de telecomunicações de alta qualidade para nossos clientes corporativos”, disse o presidente-executivo da Winity, Sergio Bekeierman.
Claro, Vivo e TIM arrematam faixa de 3,5 GHz, considerada a principal do leilão
O que muda com o 5G? Conheça as possibilidades da tecnologia
Segundo Eduardo Tude, presidente da Teleco, empresa de consultoria de telecomunicações, o foco de empresas que operam no modelo de atacado é bem diferente de operadoras como Claro, Vivo e TIM.
“O que ela [Winity] se propõe não é vender serviços ao consumidor final, e sim para outras operadoras móveis que atuem na região ou para MVNOs (operadoras móveis virtuais)”, diz Tude. “O enfoque da Pátria é continuar a ser uma empresa que atende outras operadoras”.
5G: é preciso trocar de celular? Veja quais modelos são compatíveis
Confira as vencedoras do leilão do 5G
5G possibilita internet mais rápida e estável, além de novos modelos de negócio
Em novembro de 2020, quando a Winity foi lançada, a Pátria indicou que ela teria foco em ativos de rede de telefonia móvel, sistemas de cobertura interna e novas tecnologias de conectividade móvel.
Na ocasião, o fundo adiantou que a Winity teria investimento potencial de mais de R$ 3 bilhões devido à “necessidade urgente de ampliação da infraestrutura para suportar a implantação de novas tecnologias wireless (4G e 5G) nos próximos anos e pelo crescimento robusto do consumo de dados”.
Pelo edital do 5G, o lance inicial para o lote vencido pela Winity era de R$ 157,6 milhões. Com isso, o valor pela empresa foi 805% maior do que o mínimo exigido pelo governo. Veja os três lances apresentados para o lote de 700 MHz:
Winity II – R$ 1.427.872.497,87
NK 108 – R$ 333.333.333,77
VDF – R$ 318.000.000,00
Contrapartidas
Para operar a faixa de 700 MHz, a Winity se comprometeu a cumprir algumas obrigações definidas no edital do 5G. São elas:
Levar internet a 31 mil quilômetros de rodovias federais;
Levar internet para localidades sem 5G.
A empresa afirmou que realizará investimento de cerca de R$ 2 bilhões para implantar mais de 5 mil torres de internet até 2029.
Pátria Investimentos
A Pátria tem US$ 12,7 bilhões em ativos sob gestão e uma carteira de investimentos composta por mais de 55 empresas e ativos, entre elas as brasileiras grupo Ultra, CVC e Qualicorp.
Além da Winity, a gestora já foi dona da Highline do Brasil, desenvolvedora de soluções para a indústria de telecomunicações. A Highline foi vendida em 2019.
O fundo também detém a ODATA, serviço de data center com operação no Brasil, na Colômbia e no México, e a ATIS, que oferece soluções de infraestrutura e tem operação na Argentina.
Conheça as vantagens do 5G em relação ao 4G.
Wagner Magalhães/Arte G1