Whatsapp fora do ar atrapalha rotina de estudos: ‘fico sem aula e sem falar com professor’, diz aluna


Pane global interrompeu funcionamento do aplicativo de mensagens. Jovens afirmam que não conseguem tirar dúvidas, receber os links das aulas on-line e conversar com os docentes. Alunos têm dificuldade para estudar em Whatsapp
Foto: Reprodução/Freepik
“Faltam menos de dois meses para o Enem. Um dia sem estudar direito faz muita diferença”, diz Rebeca Pires, de 21 anos, aluna do cursinho popular Mafalda (SP).
Ela está aflita com a interrupção do funcionamento do Whatsapp, após uma pane relatada por usuários no mundo inteiro nesta segunda-feira (4). É pelo aplicativo de mensagens que a jovem receberia sua redação corrigida por um professor.
“Eu estava aguardando esse retorno para já tirar minhas dúvidas”, conta. “E é muito ruim não ter contato imediato com os meus mentores no cursinho. Esperar para só amanhã fazer uma pergunta sobre o que estou estudando agora é ruim. Passa o tempo, e a gente esquece.”
LEIA TAMBÉM:
ENEM: O que mais cai em matemática?
REDAÇÃO: Como escapar da nota zero?
DICAS DE QUEM TIROU MIL: Como arrasar na redação do Enem?
Talita Amaro, coordenadora desse mesmo cursinho popular, conta que, no ensino remoto, o Whatsapp tornou-se a forma mais eficiente de promover o diálogo entre alunos e docentes.
“Adolescentes não usam e-mail, quase ninguém vê o que a gente manda por lá. Os links das aulas são sempre enviados por mensagem. Não sei como vamos solucionar isso”, conta.
Segundo o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), a criação de grupos no Whatsapp foi uma alternativa adotada na pandemia por 91% das 3,6 mil escolas públicas e privadas ouvidas em uma pesquisa divulgada em agosto de 2021.
“Eu voltei para as aulas presenciais no colégio, mas continuo recebendo pelo celular todo o material de apoio para os estudos do Enem. Não vou conseguir ter aula à noite, no cursinho à distância, nem receber o conteúdo que os meus professores mandam pelo Whatsapp”, conta Heloisa Rocha, de 17 anos, aluna de uma escola técnica de São Paulo.
Até o ensino superior é impactado, como relata Isadora Monteiro, de 19 anos, aluna de arquitetura na Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP).
Isadora perdeu a aula da faculdade nesta segunda-feira (4), por causa da instabilidade no Whatsapp
Arquivo pessoal
“Sou representante de sala e, todo dia, mando por Whatsapp o link da aula que teremos por Zoom [aplicativo de reuniões e chamadas on-line]. Hoje, não consegui enviar para o professor. Perdi uma aula importante porque apresentaria um projeto e tiraria as dúvidas. Vai atrasar tudo”, diz.
Sem desabafos
Os grupos de Whatsapp também são uma forma importante de comunicação entre colegas de uma mesma classe.
Douglas Santos, de 18 anos, diz que é pelas redes sociais que busca apoio de outros alunos sobre aflições e dúvidas no preparo para o Enem.
“Sempre tem alguém que manja mais de matemática, por exemplo, e pode ajudar na hora de estudar. Mas, sem os aplicativos, perdi a comunicação com todo mundo. Ficou o caos.”
No momento do “sufoco”, não ter uma plataforma como o Whatsapp também fez falta para Luanna Costa, de 22 anos, estudante de educação física na Universidade Estadual do Ceará (Uece).
Sua turma não conseguiu acompanhar uma das aulas nesta segunda-feira por causa de uma instabilidade na conexão da professora à internet.
“A aula foi encerrada mais cedo porque não conseguimos usar o WhatsApp para [conversar e] entender o que estava acontecendo.”
O que dizem as redes?
Ao g1, o Facebook informou que está investigando o motivo dessa instabilidade.
No Twitter, os perfis do Facebook e do WhatsApp postaram: “Estamos cientes de que algumas pessoas estão enfrentando problemas no momento. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal e enviaremos uma atualização assim que possível”.
E o Instagram tuitou: “O Instagram e amigos estão tendo um momento complicado agora e talvez você esteja com problemas para usá-los. Conte com a gente, estamos em cima disso”.
Reclamações no DownDetector sobre falha no WhatsApp nesta segunda (4)
Reprodução/DownDetector
Initial plugin text
Vídeos de Educação
Veja vídeos de lives do ‘g1 Enem’ no Youtube: