Vovô Bebê discorre sobre a vida na pandemia no álbum ‘Lixas vários tipos’


Dez meses após ‘Briga de família’, artista lança o segundo disco com repertório autoral em 2020. ♪ Em fevereiro, um mês antes de a pandemia chegar ao Brasil, Vovô Bebê – nome artístico do cantor, compositor e músico carioca Pedro Dias Carneiro – lançou o terceiro álbum, Briga de família, com repertório inteiramente autoral formado por 13 músicas, sendo 12 inéditas.
Mas eis que a roda viva chegou ao Brasil, em março, e carregou o destino para lá com a imposição do isolamento social para frear o contágio do covid-19. Foi a partir de março que Vovô Bebê começou a criar outra safra de composições autorais, como Bolha, Carta, Deprê, Entregadores, Monstro, Ninha e 10 anos.
O ato de compor sobre os efeitos da pandemia gerou a necessidade de gravar outro álbum. E eis que, neste mês de dezembro, Vovô Bebê lança Lixas vários tipos, segundo álbum autoral do artista a ganhar o mundo digital em 2020 – no caso, pelo mesmo selo paulistano, Risco, que bancou a edição do disco anterior Briga de família.
Capa do álbum ‘Lixas vários tipos’, de Vovô Bebê
Reprodução
As 14 músicas do álbum Lixas vários tipos são da lavra de Vovô Bebê, mas a formatação do disco foi feita coletivamente, por vias remotas. O produtor musical Chico Neves pilotou synths, moog e programações na faixa Bracinho, por exemplo.
Gabriel Ventura (guitarra), Guilherme Lírio (baixo) e Marcelo Callado (bateria) formam o power trio de Deprê. Biel Basile (do trio paulistano O Terno) toca bateria e percussões em Bolha.
Quarto álbum de Vovô Bebê, Lixas vários tipos se junta aos discos que, criados e lançados a partir de março, retratam a vida na pandemia sob diferentes ritmos e pontos de vista.