Volta às aulas: 13 cidades retomam atividades na rede municipal da região; veja regras para particulares e estaduais


A partir desta segunda-feira (2) escolas das redes pública e privada voltam sem limite de ocupação, desde que respeitem 1 metro de distanciamento, seguindo o Plano SP. Rede particular e estadual de ensino retomam às aulas presenciais em Campinas
O mês de agosto começa com volta às aulas presenciais em escolas da rede municipal de ao menos 13 cidades da região de Campinas (SP). Nesta segunda-feira (2), prefeituras começaram a receber alunos e muitas instituições estaduais e particulares dos demais municípios também voltam às atividades. O G1 fez um levantamento nos 31 municípios, veja detalhes e regras aplicadas em cada um ao longo da reportagem.
Por conta da pandemia da Covid-19, as medidas sanitárias, o uso de máscara e o distanciamento entre os estudantes seguem obrigatórios.
Os 13 municípios que voltam nesta segunda são: Águas de Lindóia, Americana, Amparo, Holambra, Indaiatuba, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Monte Mor, Pedreira, Serra Negra, Socorro, Tuiuti e Vinhedo. Espírito Santo do Pinhal e Morungaba retomam na rede municipal nesta terça-feira (3); Pinhalzinho e Santo Antônio do Jardim voltam no dia 9.
Outras cidades já tinham começado as aulas nos colégios da prefeitura, algumas com capacidade reduzida que deve ser revista a partir deste mês. São elas: Artur Nogueira, Campinas (que retomou dia 21 de julho), Itapira, Louveira, Mogi Guaçu, Paulínia, Santo Antônio de Posse, Sumaré e Valinhos.
Hortolândia prevê a retomada na rede municipal após 100% de imunização dos profissionais da educação. Mogi Mirim e Jaguariúna não divulgaram datas. As prefeituras de Estiva Gerbi e Pedra Bela não responderam ao G1.
Volta às aulas deve manater medidas de proteção para evitar infecção por coronavírus
David Borges /Secom
A retomada na Educação acontece diante da melhora do cenário da pandemia, com redução de mortes, casos graves e número de infecções, e também devido ao aumento de pessoas vacinadas contra o coronavírus.
Volta às aulas: especialistas explicam em 10 pontos como fazer um retorno mais seguro
De acordo com o governo estadual, as aulas presenciais podem voltar sem limite de ocupação desde que respeitem o distanciamento de 1 metro entre os alunos. A EPTV, afiliada da TV Globo, exibiu uma série de três reportagens com informações sobre a retomada – veja na playlist.
Regras para volta às aulas na região
Águas de Lindóia
Os alunos dos ensinos municipal e privado devem retornar em sistema de revezamento com 50% dos estudantes por sala na segunda-feira (2).
Já na rede estadual, cada escola deve tomar uma medida e entrar em contato com as famílias.
De acordo com a administração municipal, o retorno dos estudantes não será obrigatório, mas, para isso, é preciso comparecer ao colégio e assinar uma declaração.
O percentual de funcionários da educação vacinados contra a Covid-19 não foi informado.
Americana
O retorno presencial é facultativo na cidade e cada escola municipal deve entrar em contato com as famílias para explicar o cronograma das aulas que começam na segunda-feira (2).
A capacidade dos alunos de 3 anos será 100%. Para níveis I, II e do 4º ao 9º anos será 50%. Do 1º ao 3º anos, todos os estudantes podem voltar.
A administração não respondeu sobre os colégios privados e estaduais.
A cidade não informou a quantidade de profissionais da educação imunizados da Covid-19.
Amparo
Amparo determinou que o retorno às aulas presenciais dos ensinos público e privado será feito de forma gradual, com capacidade de 35% a partir da segunda-feira (2).
Os alunos do grupo de risco podem permanecer em casa pelo ensino remoto após apresentar o atestado médico na escola.
Segundo a prefeitura, todos os profissionais da educação já receberam a vacina do coronavírus.
Artur Nogueira
A prefeitura informou que as aulas presenciais do ensino municipal já tinham retornado em maio com 30% da capacidade, mas, a partir da 2ª quinzena de agosto, devem ampliar o número de alunos.
A capacidade dependerá da quantidade de alunos por classe, uma vez que é necessário deixar um espaço de 1 metro por pessoa.
Segundo a gestão do município, as redes privada e estadual devem seguir o Plano SP, que prevê a volta às aulas sem limite de ocupação na segunda-feira (2).
A cidade informou que 90% dos profissionais da educação estão vacinados contra a Covid-19.
Campinas
Campinas informou que a rede municipal de ensino retomou as aulas presenciais no dia 21 de julho e os alunos foram divididos em três grupos. Mas, a partir da segunda-feira (2), serão dois.
Já colégios estaduais e particulares devem seguir a orientação do Estado de receber os alunos em agosto, desde que seja respeitado o espaço de 1 metro entre os alunos.
Universidades devem voltar no próximo mês com 60% da capacidade. No entanto, cursos superiores e técnicos da área de saúde, além de atividades práticas de todas as faculdades, podem ter 100%.
Espírito Santo do Pinhal
Escolas estaduais e particulares retornam na segunda-feira (2) com aulas presenciais, a rede municipal de ensino volta na terça-feira (3) e o ensino superior recebe os alunos no dia 9 de agosto.
Nos colégios municipais e privados, as salas de aula podem comportar de 50% a 100% dos alunos, dependendo do espaço. Já as escolas do Estado, a capacidade será de 50%. O ensino superior ainda não possui uma dinâmica definida.
A cidade informou que todos os profissionais da educação receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e muitos devem receber a segunda em agosto ou setembro.
Holambra
A partir da segunda-feira (2), as escolas das redes pública e privada retornarão com o ensino presencial com capacidade de 100%.
Como é necessário o distanciamento mínimo de 1 metro entre os alunos, pode ser que o percentual seja menor de acordo com o espaço da escola.
A cidade informou que todos os profissionais da educação foram imunizados contra a Covid-19, mas ainda há uma parcela que não recebeu a segunda dose.
Hortolândia
As aulas de ensino estadual e particular voltaram no dia 9 de abril com capacidade de 60%.
Já a rede municipal deve permanecer de forma remota até que todos os profissionais da educação estejam vacinados contra a Covid-19.
Cidade não informou o percentual de trabalhadores da área imunizados.
Indaiatuba
As aulas da rede municipal de ensino de Indaiatuba voltarão a ser de forma presencial na segunda-feira (2), mas os alunos não têm obrigatoriedade em comparecer, pois a opção remota permanecerá.
A prefeitura informou que a capacidade é de 50% nas salas de aula.
As escolas privadas e estaduais devem seguir o Plano SP, que permite receber 100% dos alunos de acordo com o tamanho dos espaços na segunda-feira (2).
Mais informações podem ser obtidas das 8h às 17h pelo telefone (19) 3801-9191.
Itapira
Segundo a Prefeitura de Itapira, a rede municipal de ensino retornou de forma presencial no dia 7 de junho e as escolas estaduais e particulares devem tomar as próprias medidas de acordo com o Plano SP.
Por enquanto, a gestão da cidade disse que a capacidade é de 35% dos alunos e, por isso, os colégios funcionam com revezamentos.
Os profissionais da educação com mais de 48 anos já receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19 e a equipe de 18 a 47 anos aguarda a segunda aplicação, de acordo com o município.
Jaguariúna
Jaguariúna informou que ainda não há nada definido para o retorno das aulas presenciais.
Lindóia
As aulas no ensino municipal de Lindoia retornam na segunda-feira (2) com 50% da capacidade.
A cidade não possui rede privada e faculdades, e não soube informar sobre os colégios estaduais.
A prefeitura não divulgou o percentual de profissionais da educação imunizados contra a Covid-19.
Louveira
A rede municipal de ensino voltou com as aulas presenciais no dia 26 de julho com capacidade de 35%.
A prefeitura não respondeu sobre as escolas estaduais e privadas.
Segundo a gestão da cidade, 97% dos profissionais da educação receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e cerca de 60% tomaram a segunda dose ou o imunizante da Janssen que é administrada em uma aplicação.
Mogi Guaçu
As escolas da rede municipal de ensino começaram a receber os alunos para aulas presenciais no dia 28 de julho com 35% da capacidade.
O município não soube informar sobre as redes municipal e privada de ensino.
A cidade não informou o percentual de profissionais vacinados contra a Covid-19, mas disse que “a maioria dos servidores da Educação de Mogi Guaçu já foram vacinados com a primeira e segunda doses”.
Mogi Mirim
Mogi Mirim informou que as aulas presenciais da rede municipal de ensino ainda não possui uma data definida.
As escolas privadas devem seguir o decreto estadual, que permite receber 100% dos alunos a partir da segunda-feira (2). A cidade não soube informar a dinâmica de funcionamento dos colégios estaduais.
A quantidade de profissionais da educação vacinados contra a Covid-19 não foi divulgada.
Monte Alegre do Sul
Em Monte Alegre do Sul, o retorno das aulas presenciais nas redes estadual e municipal de ensino será na segunda-feira (2). A cidade não possui colégios particulares.
A capacidade das salas deve respeitar o distanciamento de 1 metro entre os alunos.
A administração do município não informou o percentual de profissionais da educação que receberam a vacina da Covid-19.
Monte Mor
A cidade informou que as aulas presenciais do ensino municipal retornam na segunda-feira (2) com 35% da capacidade e devem aumentar o percentual de forma gradual até chegar aos 100%.
A prefeitura não respondeu sobre os colégios estaduais e particulares.
De acordo com a administração municipal, todos os trabalhadores da educação da cidade receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e até setembro deve ocorrer a segunda aplicação em 100% dos profissionais.
Morungaba
O retorno da rede municipal em Morungaba será na terça-feira (3) e as escolas estaduais e privadas voltam na segunda-feira (2).
A capacidade das salas de aula nos colégios públicos será conforme os espaços dos locais. Já as particulares informaram que, como são poucos alunos, será possível receber todos.
Segundo a administração municipal, 60% dos profissionais da educação estão imunizados contra a Covid-19.
Paulínia
O retorno das aulas presenciais na rede municipal de Paulínia aconteceu no dia 28 de julho com 35% da capacidade.
A prefeitura não soube informar sobre as escolas estaduais e particulares.
A cidade não informou o percentual de trabalhadores da educação que receberam a vacina contra a Covid-19.
Pedreira
A rede municipal de ensino de Pedreira retorna com aulas presenciais a partir da segunda-feira (2) com 50% da capacidade.
A cidade não informou sobre a rede estadual. Já os colégios particulares também retornam na segunda-feira (2) e a capacidade depende dos espaços das salas.
A administração municipal informou que todos os trabalhadores da educação receberam somente a primeira dose da vacina contra a Covid-19.
Pinhalzinho
Os colégios da rede municipal de Pinhalzinho estão programados para retornar as aulas presenciais no dia 9 de agosto com 50% da capacidade.
As redes estadual e privada devem voltar na segunda-feira (2) e seguem as orientações do Plano SP.
A cidade não informou o percentual de trabalhadores da educação que receberam a vacina da Covid-19.
Santo Antônio de Posse
As aulas da rede municipal voltaram no dia 26 de julho com 35% da capacidade, mas, a partir de agosto, a prefeitura deve aumentar o limite, respeitando 1 metro entre os alunos.
A cidade não possui escolas particulares e a gestão da cidade não soube informar sobre os colégios estaduais e de ensino superior.
De acordo com a assessoria de imprensa, todos os profissionais da educação receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.
Santo Antônio do Jardim
A Secretaria de Educação de Santo Antônio do Jardim informou que o retorno das aulas presenciais da rede municipal está marcado para 9 de agosto com 50% da capacidade.
A prefeitura não respondeu sobre os colégios estaduais e não possui escola particular.
De acordo com a administração municipal, todos os profissionais da educação receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.
Serra Negra
As aulas nas redes pública e privada de Serra Negra retornarão na segunda-feira (2).
A capacidade dos colégios dependerá do espaço de cada um para que seja respeitado o distanciamento de 1 metro por aluno.
A cidade não informou o percentual de profissionais da educação que receberam a vacina contra a Covid-19, mas disse que todos já tomaram pelo menos a primeira dose.
Socorro
Socorro retorna com as aulas presenciais das escolas públicas e privadas na segunda-feira (2).
Como é necessário ter o distanciamento mínimo de 1 metro por aluno, cada escola fará uma dinâmica diferente em relação à capacidade de acordo com o espaço. No entanto, os alunos podem optar por continuar de forma remota.
Segundo a administração municipal, todos os professores receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e estão próximos da data da segunda aplicação.
Sumaré
A rede municipal de ensino de Sumaré iniciou as aulas presencias no dia 27 de julho e com capacidade de 35%. O município disse que aguarda mais orientações para retomada integral.
A gestão não respondeu sobre os colégios estaduais e privados.
Segundo a administração da cidade, todos os profissionais da educação receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e nas primeiras semanas de agosto os trabalhadores devem ter a imunização completa.
Tuiuti
Tuiuti retorna às aulas presenciais nas redes municipal e estadual na segunda-feira (2). A cidade não possui colégios particulares.
A capacidade dependerá dos espaços das salas por conta do distanciamento de um metro entre os alunos.
Segundo a Secretaria de Educação, todos os profissionais receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e a imunização completa deve acontecer até setembro.
Valinhos
A rede municipal de Valinhos começou a receber os alunos no dia 28 de julho com 30% da capacidade.
Já as escolas estaduais e particulares devem retornar com as aulas presenciais na segunda-feira (2) de acordo com as determinações do Plano SP.
A cidade não informou o percentual, mas disse que “a maioria dos profissionais da educação da rede municipal de Valinhos já receberam, ao menos, a primeira dose da vacina”.
Vinhedo
Vinhedo informou que o retorno para as aulas presenciais na rede municipal de ensino será a partir da segunda-feira (2) com capacidade máxima de 35% dos alunos.
A administração do município disse que os colégios estaduais e privados devem funcionar de acordo com o Plano SP que prevê a volta também na segunda-feira (2).
A cidade não divulgou o percentual de trabalhadores da educação vacinados contra a Covid-19.
Cidades que não responderam
Estiva Gerbi
Pedra Bela
* Sob a supervisão de Patrícia Teixeira
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.