Volkswagen Tiguan atualiza visual e ganha versões híbrida e esportiva


O SUV passa a ter a nova linguagem de design da marca, com faróis espichados e logotipo renovado. Configuração R tem 320 cv de potência. Volkswagen Tiguan R-Line
Divulgação/Volkswagen
A Volkswagen apresentou novidades para o Tiguan, que ganha alterações visuais, tecnológicas, além de duas versões inéditas: híbrida e R, de apelo esportivo.
G1 acompanha produção do Nivus, na mesma fábrica que já foi do Fusca
A maior parte das mudanças está na dianteira do SUV, com desenho inspirado na geração mais recente do Golf. Os faróis foram “espichados” para as laterais, a grade ficou maior (com desenho semelhante ao de T-Cross e Nivus) e o para-choque ganhou traços mais esportivos.
Na traseira, as lanternas têm novo arranjo interno em LEDs, o para-choque foi redesenhado e os logotipos têm novas grafias. O nome “Tiguan” agora está centralizado, logo abaixo do símbolo da Volkswagen (já com a nova identidade).
Volkswagen Tiguan R-Line
Divulgação/Volkswagen
Por enquanto, as mudanças foram apresentadas apenas para o modelo convencional, de 5 lugares, que não é vendido no Brasil. A versão alongada Allspace, de 7 lugares, deverá receber as mesmas atualizações. As imagens são da versão R-Line.
Por dentro, além de novidades entre materiais e acabamentos, o Tiguan passa a ter uma nova central multimídia batizada de MIB3, com Android Auto e Apple CarPlay sem fio e comandos por voz – aparentemente menos tecnológica do que a VW Play, que equipa o brasileiro Nivus.
Ele também passa a ter o quadro de instrumentos digital (sem mudanças) em todas as versões e o volante com a nova linha da marca e comandos sensíveis ao toque.
Volkswagen Tiguan R-Line
Divulgação/Volkswagen
Entre os equipamentos, que variam de acordo com a versão, o SUV pode ser equipado com piloto automático adaptativo (que pode acompanhar a velocidade da via, bem como detectar cruzamentos e rotatórias com base na câmera frontal e no GPS), assistente de permanência em faixa e sistema de som Harman Kardon com 480 watts de potência.
Os faróis serão de LED em todas as versões, mas só as mais caras terão o sistema de iluminação com LEDs matriciais, com maior eficiência e tecnologia.
Híbrido e esportivo
Volkswagen Tiguan eHybrid
Divulgação/Volkswagen
Além das configurações tradicionais a gasolina ou diesel, que variam de acordo com o mercado, o novo Tiguan passa a ter duas novas configurações.
A híbrida plug-in eHybrid é equipada com o mesmo conjunto mecânico do Golf GTE, ou seja, combina o motor 1.4 turbo de 150 cavalos de potência a outro elétrico de 115 cv. Com isso, a potência combinada é de 245 cv.
Volkswagen Tiguan R
Divulgação/Volkswagen
De acordo com a marca, a autonomia do modelo no modo totalmente elétrico é de até 50 km. As baterias que fornecem energia para o motor elétrico são recarregadas pela tomada ou em situações como frenagens e desacelerações.
A versão esportiva R, que se diferencia visualmente por detalhes como rodas aro 21 e quatro saídas de escape, tem motor 2.0 turbo com 320 cv. No modo Race, o controle de tração fica totalmente desligado.