Volkswagen anuncia fechamento de fábricas na Europa por pandemia do coronavírus


De acordo com o presidente do grupo, Herbert Diess, as unidades deverão ficar fechadas por até duas ou três semanas. Fábrica da Volkswagen em Wolfsburg
Divulgação
A Volkswagen anunciou nesta terça-feira (17) que se prepara para fechar a maioria de suas fábricas europeias por um período de “duas a três semanas” devido à pandemia do novo coronavírus.
Coronavírus: veja os efeitos na indústria automotiva
Coronavírus: perguntas e respostas
A decisão foi anunciada no momento em que os governos europeus adotam medidas mais drásticas para que as pessoas permaneçam em casa. Ao redor do mundo, muitas fábricas estão fechando e interrompem o fornecimento das peças necessárias para a produção de carros.
“A produção será interrompida em nossas fábricas da Espanha, na de Setúbal, em Portugal, a de Bratislava, na Eslováquia e nas fábricas italianas de Lamborghini e Ducati antes do fim de semana”, disse o presidente do grupo, Herbert Diess.
Diess também disse que “a maioria das outras fábricas na Alemanha e na Europa também se preparam para suspender a produção” por um período de duas a três semanas.
O conselho trabalhista de Volkswagen, que representa os funcionários do grupo, disse que o fechamento das fábricas será totalmente aplicado a partir da próxima sexta-feira (20) e criticou a diretoria por não adotar medidas antes.
Saiba com prevenir o coronavírus
Conheça os sintomas e as formas de se prevenir contra o novo coronavírus
Initial plugin text