Viviane Ferreira, da Associação do Audiovisual Negro, substitui Laís Bodanzky na presidência da Spcine


Secretário da da Cultura da cidade de São Paulo, Alê Youssef, afirmou que Laís ficaria dois anos à frente da empresa municipal para reestruturá-la. Viviane também presidiu o comitê de seleção do Oscar 2021 Laís Bodansky, Viviane Ferreira e Alê Youssef
Divulgação
O secretário da Cultura da cidade de São Paulo, Alê Youssef, anunciou nesta sexta-feira (19) que Viviane Ferreira será a nova diretora-presidente da Spcine, empresa municipal do setor de audiovisual na cidade.
Especialista em políticas públicas para o audiovisual, advogada e cineasta, Vivian é presidente e uma das fundadoras da Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro. Presidiu também o Comitê de Seleção do Oscar 2021, responsável por indicar o representante brasileiro para a Academia de Cinema norte-americana.
Viviane substituirá Laís Bodanzky que, segundo Youssef, tinha deixado claro que se dedicaria por dois anos à estruturação e valorização da Spcine, para depois retomar a carreira como cineasta com exclusividade.
Laís fará um período de transição com Viviane, segundo o secretário.