Vermelho é a cor mais quente do canto de Laila Garin em single do musical ‘A hora da estrela’


Gravação é excelente amostra da trilha sonora composta por Chico César para o espetáculo baseado em livro de Clarice Lispector. Capa do single extraído da trilha sonora do musical ‘A hora da estrela’
Divulgação
Resenha de single
Título: Vermelho esperança
Artista: Laila Garin
Compositor: Chico César
Gravadora: Sarau Agência de Cultura
Cotação: * * * *
♪ “Da lama, nasce uma flor / Vai ser a minha vingança / Vermelho, flor do amor / Eu sou vermelho esperança / Vermelho para onde eu for / Vermelho onde o sangue dança / E quem quiser me ver melhor / Não mate minha criança”, suplica, incandescente, Laila Garin, dando o devido tom árido de Vermelho esperança e dando também vida a essa música inédita de Chico César.
Feita em estúdio, a gravação de Vermelho esperança já pode ser ouvida em single posto em rotação nesta primeira semana de março de 2020, simultaneamente com a estreia, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), de musical de teatro A hora da estrela – O canto de Macabéa, baseado no livro A hora de estrela (1977), título referencial da obra da escritora Clarice Lispector (1920 – 1977).
O espetáculo foi orquestrado sob a direção musical de Marcelo Caldi, que optou acertadamente por crua ambiência roqueira no arranjo desse single, excelente amostra inicial da trilha original composta por Chico César para o musical dirigido por André Paes Leme.
A interpretação vigorosa de Laila Garin em Vermelho esperança potencializa a força de letra e música que traduzem o ímpeto de Macabéa para fazer brotar flor da lama em que foi mergulhada pela sociedade.
Vermelho é a cor mais quente nesse single que amplifica o canto de Laila Garin, atriz e cantora que, em cena, já foi Elis Regina (1945 – 1982), Clara Nunes (1942 – 1983) e agora é uma estrela como Macabéa.