Veja as fotos mais incríveis do histórico eclipse total do Sol

Nesta terça-feira (2), o Sol a Lua e a Terra se alinharam e o mundo todo ficou atento para acompanhar o eclipse solar total

E fenômeno foi visto com perfeição somente de algumas regiões do Chile e da Argentina

Os brasileiros das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte praticamente não conseguiram acompanhar o fenômeno por estar na região de penumbra, onde a sombra não é perfeita

Quem conseguiu presenciar precisou viajar para o deserto do Atacama, por exemplo

Turistas do mundo todo viajaram em busca da experiência de ver o dia vira noite

Desta vez, o alinhamento perfeito aconteceu por apenas 1 minuto e 52 segundos

O eclipse solar não é algo tão raro de acontecer, mas levará bastante tempo para ser possível ver aqui da América do Sul

Segundo os astrônomos, o próximo eclipse total do sol que será visível por aqui acontecerá em 2045

Se muitas pessoas não conseguiram ver praticamente nada do Brasil, daqui 26 anos será possível ver em detalhes

No Chile, o eclipse começou por volta das 16h20 minutos e atingiu o seu ápice às 17h49

Na região onde o eclipse foi visível, está instalado um dos telescópios mais potentes utilizados para estudos astronômicos

O ano de 2019, marca também o centenário da visita Albert Einstein ao Brasil para realizar experimentos durante um eclipse total do sol

A visita do físico ao observatório de Sobral, no Ceará, foi importante para comprovar a Teoria da Relatividade Geral

Com a observação de estrelas que estão localizadas atrás do Sol, foi possível provar que a luz pode fazer curva

O eclipse é um momento único também para estudar o Sol e uma de suas estruturas mais importantes, a coroa solar