Veja 7 curiosidades da missão da Nasa que estudou Saturno

A missão
Cassini foi uma parceria das agências espaciais norte-americana (Nasa),
europeia (ESA) e italiana (ASI) para estudar Saturno
*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

A missão foi
lançada em 1997 com dois elementos: a sonda Cassini, da Nasa, e a sonda Huygens, da ESA. Os equipamentos espaciais entraram na órbita de Saturno somente em 2004 

A Huygens pousou na superfície de Titã, a maior lua de Saturno, em janeiro de 2005.
O pouso foi considerado, na época, o mais distante que ocorreu no Sistema Solar

A Cassini-Huygens tem alguns feitos no currículo espacial: foi a primeira missão a orbitar Saturno, realizou o primeiro pouso no Sistema
Solar externo e foi a primeira a provar a existência de um oceano extraterrestre

A missão
também demonstrou que Titã é um dos universos
mais parecidos com a da Terra

 A Cassini ficou quase 20 anos no espaço e 13
desses anos foi observando Saturno, seus anéis e suas luas. No dia 15 de
setembro de 2017, a Nasa encerrou a missão

Com as
sondas coletaram 635 GB de dados científicos, possibilitou a publicação de 4
mil artigos científicos, registrou mais de 450 mil imagens e teve 294 órbitas
concluídas

Saturno é o
sexto planeta do Sistema Solar, um dos quatro que têm anéis ao seu redor. Está localizado
a 900 milhões de quilômetros de distância da Terra. Com cerca de 115 mil
quilômetros de diâmetro, é nove vezes maior do que a Terra. Um dia por lá é
equivalente a 10 horas terrestre e um ano corresponde a 29 anos aqui na Terra