Vale propõe novo conselho; empresa marca assembleia para 30 de abril


Três integrantes do conselho serão independentes e nove serão indicados pelos acionistas controladores. A mineradora brasileira Vale propôs um novo conselho de 12 integrantes, em movimento que vem dois meses após um desastre causado pelo rompimento de uma barragem de rejeitos de mineração operada pela empresa que matou centenas de pessoas em Brumadinho (MG).
Logotipo da Vale em sede da empresa no Rio de Janeiro
Ricardo Moraes/Reuters
De acordo com comunicado no fim da noite de quinta-feira (28), três membros do conselho serão independentes e nove serão indicados pelos acionistas controladores.
Lucro da Vale cresce 45,6% e vai a R$ 25,657 bilhões em 2018
Fabio Schvartsman se afasta do comando da empresa após recomendação do MP e da PF
Os conselheiros indicados pelo grupo controlador são José Mauricio Coelho, presidente da Previ; Hamilton Ferreira, Marcel Barros, Marcelo Labuto, Fernando Buso, Eduardo Rodrigues Filho, Oscar Camargo, Toshiya Asahio e José Luciano Penido.
Os membros independentes são Isabella Saboya Alburquerque, Sandra Azevedo e Clarissa Lins.
A assembleia para deliberar essa proposta deverá ser em 30 de abril.