Unicamp prorroga prazo para pedidos de isenção na taxa do vestibular 2022 após procura abaixo do esperado; saiba critérios


Período seria encerrado nesta terça, mas foi ampliado até 30 de junho e comissão vê necessidade de ‘superar desmobilização entre estudantes da escola pública’. Veja como realizar o pedido. Acesso ao campus da Unicamp, em Campinas
Antoninho Perri / Unicamp
A Unicamp decidiu prorrogar até 30 de junho o prazo para pedido de isenção na taxa de inscrição do vestibular 2022. Ele pode ser feito por candidatos das modalidades tradicional e via notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), exclusivamente no site da comissão organizadora (Comvest), e a universidade impõe pré-requisitos para concessão em três modalidades – veja abaixo detalhes e datas.
Inicialmente, o período de solicitações seria encerrado nesta terça-feira (15), mas o diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto, avaliou que a procura está abaixo do esperado e reflete a necessidade de “superar a desmobilização entre estudantes da escola pública”. Na edição anterior, a Unicamp registrou recorde de beneficiados, 9.724 candidatos, mas para o vestibular 2022 a meta é estipulada em 8 mil.
“O maior desafio é superar a desmobilização existente entre estudantes de escola pública. Ano passado tivemos o recorde de isentos e o recorde de inscritos de escola pública. Nossa intenção, ao ampliar o prazo por mais 15 dias, é dar mais oportunidade para os estudantes”, destaca Freitas Neto.
A taxa nesta edição subiu para R$ 180, o que significa acréscimo de R$ 10 no comparativo com a edição anterior. A Unicamp diz que o reajuste é necessário porque a alta anterior foi há quatro anos.
Modalidades de isenção
Modalidade 1: candidatos de famílias de baixa renda – até um salário mínimo e meio bruto mensal por morador do domicílio;
Modalidade 2: funcionários da Unicamp/Funcamp;
Modalidade 3: candidatos dos cursos noturnos de licenciatura ou tecnologia:
licenciatura – ciências biológicas, física, letras, licenciatura integrada química/física, matemática e pedagogia;
tecnologia – análise e desenvolvimento de sistemas, e em saneamento ambiental.
Na modalidade 1, que exige comprovação de renda, a universidade aceitará o cadastro do candidato no CadÚnico do governo federal; ou do pai, mãe ou responsável por ele, para que, neste caso, o estudante não precise anexar a documentação exigida. Clique e confira edital.
Desde o ano passado, em virtude da pandemia, a comissão organizadora flexibilizou parte das regras para fazer o pedido de isenção da taxa, como a possibilidade do candidato da rede pública estadual de São Paulo emitir o histórico escolar pelo site da Secretaria de Educação.
Já para alunos de outros estados ou do Distrito Federal, a orientação da Comvest é para que, no momento de solicitação, seja anexada uma declaração de que foi ou é estudante da rede pública durante todo o ensino médio. O modelo também está disponível no edital.
Unicamp 2021: aprovados têm notas de matemática mais baixas após ‘impacto da pandemia’
Unicamp muda data da 2ª fase do vestibular 2022 e divulga novo calendário
Pré-requisitos
Ter cursado o ensino médio integralmente em instituições da rede pública (não se aplica à modalidade 3) e já ter concluído ou finalizar o ensino médio em 2021.
A Comvest oferece 6.680 isenções na modalidade 1 e número ilimitado nas modalidades 2 e 3.
Resultado
A lista dos estudantes contemplados com a isenção na taxa será divulgada em 30 de julho.
Vestibular 2022
Modalidade tradicional
Inscrições: 2/08 a 8/9/2021
1ª fase: 7/11/2021
2ª fase: 9/01/2022 e 10/01/2022
Provas de habilidades específicas de música: (setembro e outubro, datas a confirmar)
Provas de habilidades específicas outros cursos: 19 a 22/01/2022
Divulgação da primeira chamada: 14/02/2022
Matrícula (não presencial) da primeira chamada: a confirmar
Outras modalidades
Vagas remanescentes: inscrições de 20/9 a 8/10/2021
Ingresso via Enem: inscrições de 3 a 30/11
Vagas para premiados em olimpíadas de conhecimentos: inscrições de 16/11 a 14/1/2022
VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.