UFJF divulga calendário acadêmico do ensino remoto emergencial dos ursos de graduação


Atividades não-presenciais do primeiro semestre letivo de 2020 começam em 21 de setembro para os campi Juiz de Fora e Governador Valadares. Confira as mudanças. Campus em Juiz de Fora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Carlos Mendonça/Prefeitura de Juiz de Fora
A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) divulgou nesta quinta-feira (20) o novo calendário acadêmico para o início do ensino remoto emergencial dos cursos de graduação. A modalidade foi aprovada pelo Conselho Superior (Consu) na última semana.
De acordo com o documento, as atividades não-presenciais do primeiro semestre letivo de 2020 começam no dia 21 de setembro e vão até 27 de novembro.
Já a previsão para o segundo semestre é de início em 14 de dezembro e de término em 22 de março de 2021. O calendário é válido para os campus de Juiz de Fora e Governador Valadares.
Calendário acadêmico
De 17 e 21 de agosto, o calendário acadêmico prevê o cadastramento de estudantes e de docentes para acesso às plataformas virtuais. O procedimento é automático e feito pelo Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional (CGCO).
Os departamentos terão prazo de 18 de agosto a 4 de setembro para indicar quais disciplinas serão oferecidas em ensino remoto emergencial no primeiro semestre. A ideia é de que os horários das turmas sejam divulgados no dia 11 de setembro.
Os estudantes matriculados terão, então, de 12 a 16 de setembro para optar se irão cursar as disciplinas oferecidas de forma remota e assinar o termo de gravação das atividades simultâneas.
O período de ajuste de matrículas começa em 16 de setembro e vai até o dia 30 do mesmo mês, tarefa a cargo das coordenações de cursos. Nessa etapa, os estudantes terão a oportunidade de se matricular em outras disciplinas curriculares, desde que haja disponibilidade de vagas.
O calendário acadêmico prevê ainda todas as datas importantes do segundo semestre letivo. O documento está disponível no site.
Editais de auxílios digital e emergencial para estudantes
A Pró-reitoria de Assistência Estudantil (Proae) informou que está com três editais abertos para o desenvolvimento de ações de apoio social e inclusão digital na UFJF, diante do contexto de suspensão das atividades presenciais em decorrência da pandemia causada pela Covid-19.
Os editais de Auxílio Digital Graduação; Auxílio Digital Pós-graduação e Auxílio Emergencial Graduação podem ser conferidos na página da Proae e as inscrições podem ser feitas até o dia 23 de agosto.
Discussão
A pró-reitora de Graduação, Maria Carmen de Melo, aponta que o cronograma para início das atividades acadêmicas foi amplamente discutido por representantes dos segmentos estudantis e docentes, tanto do campus-sede quanto do campus avançado de Governador Valadares, e a maioria dos conselheiros, votou pela data vigente no documento.
“Os estudantes devem ficar atentos para os prazos apresentados no calendário, como, por exemplo, a confirmação da matrícula, a escolha das disciplinas que deseja cursar e o período que as coordenações de cursos têm para fazer os ajustes”.
De acordo com a Resolução n° 33/2020, do Conselho Superior (Consu) da UFJF, a realização do método de ensino nos cursos de graduação da Instituição, em caráter excepcional, seguem as orientações de proteção à saúde no contexto da pandemia de Covid-19.
Ensino remoto emergencial
Segundo a UFJF, a metodologia passa a ser utilizada como uma alternativa para a continuidade das atividades acadêmicas, considerando a qualidade da educação oferecida, assim como a inclusão, as condições de trabalho e a vigência emergencial.
Dessa forma, será desenvolvida temporariamente com o intuito de promover o ensino universitário, a partir da utilização de tecnologias digitais de informação e comunicação, possibilitando a interação entre o estudante, o professor e o conhecimento.
A instituição informou que é importante considerar que atividades de ensino remoto emergencial devem atender aos estudantes nas diferentes condições sócio-familiares, visando a facilidade de acesso e à melhor qualidade de ensino.
Neste sentido, dinâmicas simultâneas devem ocorrer nos mesmos dias da semana, horários previstos e cadastrados no Siga, de acordo com o Plano Departamental, ou em dias e horários acordados entre os professores e todos os alunos da disciplina, sem que haja sobreposição de horários com outras matérias obrigatórias do mesmo período e deve respeitar o turno de oferta do curso.
Por se tratar de uma metodologia diferente da habitual, os estudantes podem requerer, a qualquer momento, o trancamento total ou parcial da matrícula, justificando a impossibilidade do acompanhamento das atividades remotas, sem a necessidade de apresentação de documentação comprobatória.
Para tirar as dúvidas da comunidade acadêmica, a UFJF organizou uma série de lives para explicar sobre a metodologia remota de ensino. Os diálogos trazem temas diversos como, por exemplo, esclarecimento de dúvidas; desafios e possibilidades de ensino durante a pandemia; inclusão dos segmentos estudantis e docentes diante da situação de excepcionalidade; e o uso de metodologias ativas para a continuidade da oferta de uma educação de qualidade.
As atividades podem ser acompanhadas pelo canal da universidade sem a necessidade de inscrição prévia.
Initial plugin text