Twitter decide banir anúncios políticos a partir de novembro

CEO do Twitter anúncio da decisão de banir o impulsionamento de conteúdo políticos

CEO do Twitter anúncio da decisão de banir o impulsionamento de conteúdo políticos
Pixabay

O Twitter não vai mais permitir o impulsionamento de tweets com conteúdos políticos em sua plataforma. Esses anúncios são uma estratégia de marketing digital para aumentar o alcance de determinadas postagens dentro da plataforma. 

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, fez o anúncio da decisão em seu próprio perfil na rede social nesta quarta-feira (22). 

“Acredito que o alcance de uma mensagem política deve ser conquistado e não comprado”, postou o executivo.

Na sequência de postagens, o executivo ressaltou o risco de uma rede social influenciar o voto de eleitores.

“Os anúncios políticos apresentam desafios ao discurso cívico, com microdirecionamento de anúncios, envio de informações falsas e deep fakes, em uma escala rápida e veloz”, escreveu Dorsey.

Em suas declarações, Dorsey afirma também que não está prejudicando a liberdade de expressão e fala sobre a necessidade de dar um passo atrás para resolver a questão de propagandas políticas nas plataformas. 

O banimento do impulsionamento de postagens de cunho político começa a partir do dia 22 de novembro deste ano.