Turismo no Brasil perdeu R$ 2,2 bilhões em 15 dias com coronavírus, estima confederação


O prejuízo total no Brasil vai depender da curva de contaminação, mas a expectativa é que haja um aumento do número de casos na segunda quinzena de abril. Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro
Divulgação/Santos Dumont
Um dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus, o turismo no Brasil perdeu R$ 2,2 bilhões na primeira quinzena de março, segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em percentual, o volume de receitas do setor encolheu 16,7% em relação ao mesmo período de 2019.
Até as 6h50 desta quarta-feira (18), as secretarias estaduais de saúde contabilizam 350 infectados em 17 estados e no DF. Já o último balanço oficial do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de terça-feira (17), aponta 291 casos no país.
Prejuízo
O prejuízo total no Brasil vai depender da curva de contaminação, mas se o país seguir o padrão chinês, a expectativa é que haja um aumento do número de casos na segunda quinzena de abril.
Casos do novo coronavírus no mundo já passam de 200 mil, diz universidade americana
Estudo calcula evolução do crescimento do coronavírus no Brasil
O estudo cruzou informações do Índice de Atividade do Turismo do IBGE com dados do fluxo de passageiros em voos domésticos e internacionais e levou em conta também a demanda por voos nos países mais infectados pela doença e o número de casos registrados de Covid-19.
As restrições impostas no mundo para frear o ritmo de expansão do vírus e o fechamento de fronteiras em diversos países têm impacto direto no deslocamento de passageiros no Brasil e no mundo.
Por sua dimensão territorial e pela complexa logística rodoviária, o fluxo de brasileiros e estrangeiros que usam o transporte aéreo (81%) dentro do país é bastante representativo na geração de receitas no setor turístico.
Nas regiões que apresentam mais casos de coronavírus, a queda do uso de transporte aéreo é mais expressiva. Para cada aumento diário de 10% no número de novos casos, houve uma queda de 3,5% no fluxo de passageiros em relação ao dia anterior.
Initial plugin text