Trump volta a criticar Fed por aumentos na taxa de juros


Presidente culpou o BC dos EUA por prejudicar a economia e os mercados acionários do país. REUTERS/Kevin Lamarque/
Sede do Federal Reserve em Washington, D.C, em imagem de arquivo
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (29) que o Federal Reserve (Fed), o banco central do país, cometeu um erro ao elevar as taxas de juros e culpou o órgão por prejudicar a economia e os mercados acionários do país.
“Se o Fed não tivesse erroneamente aumentado as taxas de juros, especialmente porque há muito pouca inflação, e se eles não tivessem feito o aperto quantitativo ridiculamente cronometrado, o (crescimento do) PIB de 3% e o mercado de ações estariam muito mais altos e os mercados mundiais estariam em um lugar melhor!”, escreveu Trump no Twitter.
PIB dos EUA cresceu 2,9% em 2018
Economia dos EUA: melhor do que nunca ou em risco de recessão?
No último dia 20, o Fed decidiu manter as taxas de juros do país no intervalo de 2,25% a 2,50%. Em comunicado, após a reunião de dois dias, a autoridade monetária também informou que não espera mais aumentar os juros neste ano. Agora, o Fed só planeja apenas um aumento até 2021.