Toyota vai lançar ‘patinete’ elétrico em 2020 e quer virar empresa de mobilidade


Montadora está desenvolvendo uma linha de elétricos para curtas distâncias; G1 deu uma “voltinha” em veículo no Japão. Minicarro e puxador de cadeira de rodas também serão lançados. Toyota vai lançar seu “patinete” elétrico em 2020
Divulgação
A Toyota anunciou nesta terça-feira (22), no Japão, seu plano para se tornar uma empresa de mobilidade. Pensando em veículos para deslocamentos de curta distância, a marca vai lançar um tipo de patinete de 3 rodas em 2020, no mercado japonês, além do seu minicarro elétrico que leva apenas duas pessoas.
“Queremos oferecer modos de mobilidade segura para as pessoas utilizarem no dia a dia”, disse Akihiro Yanaka, chefe de planejamento de veículos elétricos da Toyota.
O público alvo desses veículos, chamados de BEV (sigla para battery electric vehicle, ou “veículo elétrico de bateria”, em português) serão principalmente jovens e pessoas mais velhas que precisam se movimentar poucos quilômetros por dia.
Toyota Ultra Concept BEV será lançado no Japão em 2020
Divulgação
Eles também têm a finalidade de ajudar na locomoção de pessoas com deficiência física ou dificuldades de locomoção.
Para 2021, a empresa promete mais dois veículos elétricos leves: uma versão do patinete elétrico com assento e um puxador elétrico que pode ser acoplado a uma cadeira de rodas.
A montadora diz que está se tornado uma empresa de mobilidade, não mais apenas uma empresa automotiva. Ainda dentro da sua linha de elétricos compactos, a Toyota tem o i-Road, que é um veículo misto dentre moto e carro, que possui 3 rodas.
Versão do veículo de mobilidade da Toyota com cadeira. Ele está planejado para 2021
Divulgação
‘Patinete’ de 3 rodas
Feito para rodar em áreas de pedestres, o futuro ‘patinete’ da Toyota é diferente daqueles compartilhados que existem no Brasil. Ele se parece mais como um segway, no qual o usuário vai em pé, e seu uso deve ser prioritário em monitoramento de shoppings e condomínios.
Suas dimensões são de 1.200 mm de altura, 700 mm de largura e 700 mm de comprimento. De acordo com a montadora, o veículo pode rodar 14 quilômetros com uma carga de bateria. Sua velocidade máxima é de 10 km/h e o tempo de recarga de 2,5 horas.
O modelo foi baseado no conceito I-Walk, apresentado no Salão de Tóquio de 2017. Além do patinete, a montadora terá, em 2021, um veículo similar com assento e um puxador para ser acoplado a cadeiras de roda.
Futura linha de veículos de mobilidade da Toyota
Divulgação
G1 deu uma ‘voltinha’
Na apresentação mundial dos novos veículos de mobilidade da Toyota nesta terça, o G1 deu uma pequena volta no “patinete” da Toyota. O veículo estava limitado a 6 km/h. Diferente dos tradicionais patinetes, o BEV não precisa de muita habilidade do condutor.
Com três rodas, ele é bem estável no chão, mas também perde um pouco em mobilidade comparado aos patinetes e é um pouco desajeitado em curvas. Realmente, é como se fosse um “andador elétrico”, um veículo para percorrer pequenas distâncias, e sem pressa.
G1 experimentou o “patinete” elétrico da Toyota nesta terça-feira (22), no Japão
Divulgação