Toyota diz que fábricas no Japão podem ser impactadas por coronavírus


Unidades do país são responsáveis pela produção de quase metade dos 10,7 milhões de carros vendidos pela montadora no mundo em 2019. Unidades do Toyota Prius em fábrica da montadora em Tsutsumi, no Japão
Toshifumi Kitamura / AFP
A Toyota afirmou nesta quarta-feira (26) que as operações de suas fábricas no Japão podem ser afetadas nas próximas semanas por falta de peças por causa da epidemia de coronavírus.
A montadora japonesa, que opera 16 fábricas de veículos e componentes no Japão, afirmou que vai decidir sobre como manter as operações no país a partir da semana de 9 de março, após manter a produção normal até a semana de 2 de março
‘É uma gripe, vamos passar por ela’, diz ministro da Saúde
As fábricas podem ser afetadas por interrupções de fornecimento na China, uma vez que algumas instalações produtivas no país ainda não voltaram a operar, outras estão enfrentando dificuldades para transporte dos produtos e outras seguem fechadas por ordem de autoridades regionais.
“Estamos recebendo peças da China por enquanto, mas vamos avaliar a situação depois da semana de 2 de março”, afirmou uma porta-voz da Toyota.
O Japão é responsável pela produção de quase metade dos 10,7 milhões de carros vendidos pela Toyota no mundo em 2019.
Casos de coronavírus pelo mundo.
Arte/G1
Initial plugin text