Toninho Ferragutti alinha choros, forrós e valsas em álbum autoral com 12 temas para acordeom e cordas


Artista transita na ponte entre as músicas popular e erudita no disco ‘De sol a sol’, gravado com quinteto paulistano. ♪ Forró campeão. Um chorinho em Aquiraz. Valsinha de salão. Valsa dura. Pelos títulos de quatro das doze músicas que compõem o repertório inteiramente autoral do álbum De sol a sol, já é possível identificar os caminhos rítmicos trilhados pelo acordeonista paulista Toninho Ferragutti neste disco gravado e assinado pelo músico com quinteto paulistano de cordas.
Lançado pelo Selo Sesc nesta quarta-feira, 21 de julho, o álbum De sol a sol junta Ferragutti com o quinteto formado por Adriana Holtz (violoncelo), Adriana Schincariol (viola), Liliana Chiriac (violino), Luiz Amato (violino) e Zé Alexandre Carvalho (contrabaixo).
Trata-se de instrumentistas associados à música dita erudita, com passagens por orquestras relevantes como a Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e a Sinfônica Municipal (OSM), mas que também transitam pelo universo da música popular do Brasil.
É nessa ponte que o álbum De sol a sol se equilibra entre ritmos populares e dinâmicas e sonoridades típicas da música clássica, apresentando temas compostos para acordeom e cordas.
Capa do álbum ‘De sol a sol’, de Toninho Ferragutti & Quinteto de Cordas
Divulgação
“Eu me sinto um melodista e a minha música, na verdade, é popular, mas tem muitos códigos e elementos da música erudita, com dinâmicas, sonoridades e sofisticação harmônica. Em outras palavras, ela se aproxima da música erudita, embora beba da fonte da música popular”, pontua Toninho Ferragutti.
Nessa ponte, coube ao clarinetista Nailor Azevedo Proveta e ao pianista Tiago Costa arranjarem metade das 12 músicas do disco creditado a Toninho Ferragutti & Quinteto de Cordas.
Fundador da Banda Mantiqueira, Proveta arranjou Névoa, Pedro e a já mencionada Valsa dura. Tiago orquestrou Bétula, a música-título De sol a sol, Medusa e a já citada Valsinha de salão.
O time de arranjadores do álbum De sol a sol também inclui Adail Fernandes (convidado a arranjar Um chorinho em Aquiraz), Alexandre Mihanovich (autor dos arranjos de Moinho e de Redentora) e Rafael Piccolotto (arranjador de Forró campeão), além do próprio Toninho Ferragutti, arranjador de Reloginho.