Tarcísio Meira: Filho faz homenagem ao ator e recebe mensagens de apoio de famosos


‘Meu pai’, escreveu Tarcísio Filho na legenda de uma imagem em que o pai aparece em momento de agradecimento no palco. Tarcísio Meira morreu nesta quinta-feira (12), vítima de Covid-19. Tarcísio Meira ganhou o Prêmio Shell de melhor ator por ‘O camareiro’ em 2016
Celso Tavares/G1
“Meu pai”. Foi assim, com poucas palavras, que Tarcísio Filho fez uma homenagem ao pai nas redes sociais. Tarcisio Meira morreu nesta quinta-feira (12), aos 85 anos, vítima de Covid-19.
Tarcisinho fez uma postagem no Facebook, na qual incluiu uma foto do pai durante agradecimento no palco após apresentação da peça “O camareiro”, último trabalho do ator no teatro.
Após a postagem, amigos, entre eles, muitos famosos, enviaram mensagens de carinho e apoio.
Veja fotos e relembre a carreira do ator
Tarcísio Meira: dezenas de novelas e parceria em cena com a mulher, Glória Menezes, marcaram os 60 anos de carreira do ator
Famosos lamentam morte do ator
Initial plugin text
“Muitos, muitos aplausos a ele e um grande abraço pra você”, escreve o ator Marcelo Medici.
“Força, irmão”, comentou o também ator Marcos Breda.
“Um ator imenso, habita meu imaginário desde criança, meu herói de infância em sua moto, lutando por justiça. Capitão Rodrigo, Hermógenes, personagens épicos para um ator capaz vivê-los”, escreveu o diretor Jorge Furtado.
Furtado ainda incluiu nos comentários os versos da canção fúnebre do quarto ato de “Cimbeline, Rei da Britânia”, de William Shakespeare, recebendo, em seguida, o agradecimento de Tarcísio Filho.
Foi-se o medo do sol de verão
Da neve ou do rigor do inverno
Terminaste no mundo a tua missão
Foste pago e tens abrigo eterno
Jovens te seguirão, não estarás só
Tudo que está vivo volta ao pó
Foi-se o medo da ira do patrão
Foi-se a dor e a tirania, enfim
Já não precisas de calçado ou pão
E o carvalho vale o mesmo que capim
O magnata, o cientista, o faraó
Todos te seguirão, de volta ao pó
Foi-se o medo do raio em noite escura
Das chuvas, do vento, do granizo
Foi-se o medo da calúnia, da censura
Estás acima dos gemidos e do riso
Nem dos amantes a morte tem dó
Também te seguirão, de volta ao pó
Tarcísio Meira
O ator Tarcísio Meira, um dos maiores galãs da história da TV brasileira e ícone da dramaturgia do país, morreu aos 85 anos, na manhã desta quinta-feira (12), vítima de Covid-19. Ele estava internado no hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, em tratamento contra a doença.
Tarcísio e sua esposa, a atriz Glória Menezes, de 86 anos, deram entrada no hospital na sexta-feira (6). O artista chegou a ser intubado na UTI e a fazer hemodiálise contínua. De acordo com boletim médico divulgado na tarde desta quinta, a atriz deve ter alta em breve.
Nascido em 5 de outubro de 1935, em São Paulo, Tarcísio Meira teve uma carreira de mais de seis décadas. Fez TV, cinema e teatro e interpretou dezenas de papéis marcantes. E houve a parceria em Glória, com quem estava desde 1962, num dos casamentos mais duradouros e célebres da TV brasileira.
Tarcísio Meira morre de Covid aos 85 anos; conheça trajetória do artista