SUS amplia vacina pneumocócica a crianças acima de 5 anos com risco

SUS passa a oferecer vacina contra meningite

SUS passa a oferecer vacina contra meningite
Marcelo Camargo/Agência Brasil

O SUS (Sistema Único de Saúde) amplia a oferta de vacina contra meningite pneumocócica e pneumonia para crianças de todo o Brasil. O governo Federal publicou nesta quarta-feira (6) uma portaria no DOU (Diário Oficial da Nação) em que pacientes de risco acima de cinco anos também têm direito à vacina – até o momento era oferecida apenas para crianças abaixo dessa idade.

“Fica incorporada a vacina pneumocócica conjugada 13-valente contra doenças pneumocócicas em pacientes de alto risco acima de 5 anos de idade nos Centros de Referência Imunobiológicos Especiais – CRIE (vivendo com HIV/AIDS, oncológicos, transplantados de médula óssea e de órgãos sólidos), no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS”, diz a publicação. Ainda segundo o DOU, o prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de 180 dias.

Leia também: Vacina contra meningite está em situação crítica no país

De acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a vacina pneumocócica 13-valente (conjugada) “é indicada para proteção de crianças entre 6 semanas e 6 anos de idade, contra os sorotipos (1, 3, 4, 5, 6A, 6B, 7F, 9V, 14, 18C, 19A, 19F e 23F) da bactéria chamada Streptococcus pneumoniae, causadora de doenças pneumocócicas, como meningite (infecção da membrana que recobre o sistema nervoso central), sepse (infecção e falência de múltiplos órgãos), bacteremia (infecção na corrente sanguínea), pneumonia (infecção dos pulmões) e otite média (infecção dos ouvidos).”

A vacina faz com que o organismo crie anticorpos contra a doença, fazendo com que as crianças fiquem protegidas. Ainda de acordo com Anvisa, o uso é contraindicado para crianças alérgicas a qualquer dos componentes da vacina.

A meningite pneumocócica é um dos tipos de mengite, causada pelo germe da pneumonia, o pneumococo. A que levou o neto do ex-presidente Lula, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, à morte na última sexta-feira (1º), foi a meningite meningocócica, originada por bactéria. Existem 12 surotipos dessa bactéria, sendo a C a mais comum no Brasil. Não foi divulgado qual Arthur teria contraído.

O SUS dispnonibiliza a vacina contra meningite meningocócica C, a mais comum no país, a crianças até 5 anos.