Subsidiária da Embraer assina acordo com empresa para desenvolver ‘carros voadores’ para a Escandinávia


Parceria visa desenvolver soluções de mobilidade aérea urbana, com foco nos eVTOLs — aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical. Veículo conceito divulgado por Embraer e Widerøe Zero
Embraer
A Embraer comunicou nesta quarta-feira (10) que sua subsidiária de mobilidade aérea urbana Eve assinou acordo com a norueguesa Widerøe Zero envolvendo operações de aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (eVTOL) na Escandinávia.
→ eVTOL: o que é o veículo que Embraer, Gol e Azul querem nos céus do Brasil
A Widerøe Zero é uma incubadora de negócios de mobilidade aérea e faz parte da Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, que já usa aviões da Embraer.
Compartilhe essa notícia por WhatsApp
Compartilhe essa notícia por Telegram
No mês passado, a empresa recebeu um pedido para entregar 100 unidades do modelo voador para a empresa Avantto. As entregas estão programadas para começar em 2026.
No Brasil, Embraer testa rota
A EVE já começou a operar em 8 de novembro uma rota de helicópteros no Rio de Janeiro que custa R$ 99 por passageiro. A ideia é testar como seria a operação de “carros voadores”.
Conceito do eVTOL da Embraer
Divulgação/Embraer
Em seus testes, a empresa faz voos com helicópteros da Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão). A operação, chamada de simulado de Mobilidade Aérea Urbana (UAM), tem seis voos diários e permanecerá ativa durante um mês.
VEJA TAMBÉM
Perdeu US$ 50 bilhões: fortuna de Musk ‘desaba’, mas segue maior que a de Jeff Bezos
Voo espacial: Virgin Galactic vendeu cerca de 100 passagens por US$ 450 mil cada
Aspirador-robô: saiba como escolher
‘Kart voador’: conheça veículo esportivo para lazer nos céus
‘Kart voador’? Conheça modelo elétrico de R$ 520.00 que já foi comprado por brasileiro