Senado aprova convite para Weintraub dar esclarecimentos sobre Enem 2019

Requerimento foi aprovado pela Comissão de Educação da Casa. Ministro não é obrigado a comparecer. A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta terça-feira (4) o convite do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para prestar esclarecimentos sobre erros no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019.
A solicitação foi feita pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da Rede e da minoria no Senado.
Inicialmente, o senador pediu a convocação do ministro, o que obrigaria a ida de Weintraub à Casa para prestar os esclarecimentos. Porém, a convocação foi transformada em convite pelos senadores durante o debate.
Randolfe afirma que, caso Weintraub não aceite o convite, buscará a aprovação de uma convocação.
O líder afirmou que nem o ministro e nem o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) esclareceram todas as dúvidas levantadas por estudantes e especialistas relacionadas ao exame.
“Diante dos questionamentos quanto à credibilidade do exame, somente uma auditoria minuciosa poderá evitar os riscos de judicialização”, escreveu Randolfe no requerimento.
Erros na correção da prova afetaram milhares de candidatos. Segundo o Inep, foram encontradas inconsistências no gabarito de milhares de estudantes por causa de erros da gráfica que imprimiu a prova.
Audiência pública
Também foi aprovado um requerimento para a realização de uma audiência pública com a presença de Weintraub para debate de políticas públicas e programas a serem implementados pelo ministério.
O autor do pedido é o presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte, senador Dário Berger (MDB-SC). Ele apontou a necessidade de serem definidas prioridades para a área.