Rick Bonadio diz ter ‘vergonha’ de comemoração por funk no Grammy; Anitta rebate produtor


Produtor reclama que funk tem ‘sempre mesma batida’ após Cardi B tocar remix de Pedro Sampaio. Anitta diz que ele ‘deve ter parado de pesquisar desde seu último álbum de sucesso’. Grammy 2021: Cardi B e Megan Thee Stallion cantam ‘Wap’
O produtor Rick Bonadio disse ter “vergonha” da comemoração de brasileiros após a americana Cardi B incluir em sua apresentação no Grammy um remix do DJ carioca Pedro Sampaio para sua música “WAP”. Veja vídeo acima.
A declaração foi alvo de críticas de músicos como Anitta, Valesca Popozuda, Clarice Falcão e Lexa.
Anitta trocou várias mensagens em discussão com Rick. Após o produtor dizer que “não dá para aceitar sempre a mesma batida” do funk, ela respondeu que ele “deve ter parado de pesquisar desde seu último álbum de sucesso”, em referência às diversas vertentes do funk brasileiro atual.
DJ Alok e produtor Rick Bonadio: briga nas redes sociais
Reprodução/Instagram
Rick Bonadio já produziu artistas de pop e rock como Mamonas Asssassinas, Rodolfo & ET, Charlie Brown Jr, NX Zero, Rouge, Br’oz e Vitor Kley. Ele também foi jurado de programas musicais de TV.
Logo após a apresentação de Cardi B no Grammy, ele escreveu: “Já exportamos bossa nova, já exportamos samba rock, Jobim, Ben Jor. Até Roberto Carlos. Mas o barulho que fizeram por causa de 15 segundos de funk na apresentação de Cardi B me deixa com vergonha. Precisamos exportar música boa e não esse ‘fica de quatro'”.
A própria música de Cardi B e Megan Thee Stallion, “WAP”, foi alvo das críticas semelhantes de grupos conservadores americanos por causa da letra com tema sexual.
O DJ Pedro Sampaio comemorou a inclusão de um remix feito por ele na apresentação da rapper Cardi B durante o Grammy 2021
Montagem/G1
Anitta respondeu: “Tenho uma sugestão top pra você também. Escolhe um ritmo brasileiro à sua altura, faz uma música e exporta pro mundo. É ‘facin’… e rápido.. e de uma hora pra outra, claro, não dá pra começar com míseros segundos no Grammy. Quando você chegar lá a gente comemora com você”.
“Eu sinto a necessidade de criticar algumas situações porque vejo uma alienação generalizada. O funk precisa evoluir. Os funkeiros precisam ousar evoluir musicalmente para crescer. Não se pode fazer o mesmo sempre porque isso dá certo. Meu post anterior não teve a intenção destrutiva”, disse Rick.
Pedro Sampaio, Anitta e Luan em clipe de ‘Larissa’
Divulgação/Rodolfo Magalhães
Anitta também escreveu: “Essa é a merda que o Rio nos manda!” … 2021? Não! Apenas um dos milhares de comentários pejorativos dos “entendedores” de cultura na época em que a grande Bossa Nova foi lançada. Mulher dando de ombros será que já vi esse filme? Estudei, então já vi”.
Depois disso, Rick citou a “mesma batida” e as letras do funk e Anitta disse que ele “deve ter parado de pesquisar”.
” Mesmas letras? Aceito. Porém infelizmente cada um canta uma letra compatível com o nível educacional e cultural que lhe é oferecido. Nesse caso, pelo governo brasileiro para com suas comunidades”, completou Anitta.
Outros artistas também criticaram o produtor. “Dos mesmos criadores de O Paladar Infantil vem aí A Opinião Adolescente, estrelando Rick Bonadio”, disse a cantora pop Clarice Falcão.
“Da pra aceitar sim, dá pra respeitar e dá pra você ignorar o ritmo, mas você escolheu “criticar” e “ofender”. Sim eu me ofendi, eu canto funk e proibidão mas eu gero empregos, pago imposto e mantenho a comida na minha casa com letras do proibidão”, disse a funkeira Valesca Popozuda.
“O funk evoluiu e cresceu tanto que estava no Grammy ontem. É preciso respeitar nosso movimento. Tenho respeito pelo seu trabalho e esperamos o mesmo respeito. O funk é cultura, é música e tá quebrando barreiras sim. Mãos dadas”, escreveu Lexa.
Veja as novidades do entretenimento no Semana Pop