Redação do Enem: candidatos que tiraram nota mil contam quais os 10 ‘mandamentos’ para um texto de sucesso; VÍDEO


Em transmissão ao vivo no Youtube, três estudantes que alcançaram a nota máxima em edições anteriores do exame contaram como se prepararam para a prova. A um mês do 1º dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, é hora de ouvir o conselho de quem já passou por esse momento (e com sucesso): candidatos de edições anteriores que tiraram nota mil na redação (assista ao VÍDEO acima).
Nesta quinta-feira (21), em transmissão ao vivo no Youtube, Lucas Felpi (Enem 2018), Isabella Bernardes e Raíssa Fontoura (Enem 2020) contaram como se prepararam para a avaliação. Eles ainda deram conselhos do que fazer na reta final e tiraram dúvidas enviadas por quem acompanhou a live.
A seguir, veja quais os 10 “mandamentos” para uma redação nota mil, segundo o trio. E não esqueça: a íntegra do bate-papo está no vídeo.
1- Tenha um caderninho de citações
Escreva ideias de séries, filmes, livros e teóricos que podem ser citados na redação. Organize tudo em um caderninho, dividindo o conteúdo por eixos temáticos.
Felpi, por exemplo, planejava mencionar “Black Mirror” se o tema fosse tecnologia ou meio ambiente. Em 2018, a proposta foi “manipulação do comportamento de usuário pelo controle de dados na internet” — ótima oportunidade para ele ele fazer referência à série da Netflix.
Lucas Felpi citou a série ‘Black Mirror’ na redação do Enem 2018
Arte/g1
REDAÇÕES COM NOTA MÁXIMA: exemplos do Enem 2020 e 2019
COMO EVITAR A NOTA ZERO: vídeo sobre o que é ‘proibido’ na redação
‘NÃO SEI NADA DO TEMA’: como ‘se virar’ na redação
2- Mantenha uma rotina de treinos
Faça uma redação por semana e peça que um professor a corrija. Fique atento às falhas que você costuma cometer e tente evitá-las no texto seguinte.
Isabella Bernardes conta que tinha até um “caderno de erros” para anotar suas dificuldades.
3- Elabore sua ‘fórmula de sucesso’
Formule o SEU modelo de redação e desenvolva um método para escrever o texto — não chegue ao local de prova sem ter esse planejamento. Pense nestes questionamentos: “por onde prefiro começar?”, “quanto tempo vou reservar para escrever?”, “que tipos de repertórios posso citar?”.
Não se apegue a formatos disponíveis na internet. Em outra live do g1 Enem, o professor Thiago Braga, do Colégio e Curso pH (RJ), disse que “o texto tem de ter a sua cara de alguma forma”.
“As redações pré-prontas soam artificiais e o corretor percebe, então, não é um método indicado.”
4- Retome suas citações ao longo do texto
Se você citar um livro, por exemplo, no início do texto, tente retomá-lo no desenvolvimento ou na conclusão. Isso demonstra ao corretor que sua redação é coesa e que as referências estão bem “encaixadas” nos seus argumentos.
5- Não se apegue às aspas
Não se preocupe em memorizar uma frase inteira de determinado autor para fazer uma citação. Use o discurso indireto e explique a ideia geral daquele escritor. Um exemplo:
“De acordo com Kant, o ser humano é o que a educação faz dele.”
É uma solução mais fácil do que decorar exatamente a frase: “O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele”.
6- Planeje o espaço que vai ocupar na folha
Treine escrever sua redação em uma folha igual à do Enem. É importante pensar no tamanho da sua letra para que a dissertação caiba inteira no espaço.
Se for colocar título (opcional), você terá uma linha “a menos” para o texto.
Live será às 14h desta quinta-feira (21)
Arte/g1
7- Vai sugerir uma ação no último parágrafo? Especifique o agente
Não esqueça que a proposta de intervenção, no último parágrafo, deve ter um agente relacionado ao tema. Não basta escrever que “é preciso criar uma política pública que resolva o problema”. Quem vai criar essa política? Um ministério? A prefeitura? Isso deve estar claro.
8- Faça simulados nesta reta final
Faça simulados, mesmo que em casa, para descobrir se você se prefere começar ou terminar pela redação. Você pode usar uma versão antiga do Enem, separar uma garrafinha de água, ficar dentro do quarto (sozinho e sem celular) e tentar responder tudo dentro dentro do mesmo limite de tempo do exame.
No caso de Lucas, Isabella e Raíssa, a escolha foi fazer o rascunho logo no início da prova. Se tivessem alguma dificuldade, partiriam para as questões de ciências humanas e linguagens, e voltariam para a dissertação depois.
9- Não perca tanto tempo tentando adivinhar o tema da redação
É natural que você esteja curioso para saber qual será o tema da redação escolhido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Mas convenhamos: é muito difícil acertar exatamente a proposta.
Por isso, em vez de perder tempo com previsões, Lucas Felpi recomenda que você observe os temas dos anos anteriores e note quais eixos temáticos não foram abordados recentemente: meio ambiente, esporte e segurança são exemplos.
Dessa forma, é possível pensar em repertórios culturais e em propostas de intervenção seguindo essas “grandes áreas”, em vez de focar seu esforço em algo muito pontual que provavelmente não vai “cair” na prova.
10- Seja gentil consigo mesmo
Respeite seus limites, reserve um tempo para descansar e não foque só no que “faltou fazer”: cada um estudou o que foi possível em um ano de pandemia.
“A gente não pode cometer o erro de querer ingressar no ensino superior a qualquer custo e sacrificar nossa saúde”, afirma Raíssa Fontoura.
Lives do ‘g1 Enem’
As transmissões ao vivo do “g1 Enem” no Youtube ocorrem sempre às terças e quintas-feiras, às 14h, em https://www.youtube.com/c/g1/.
Abaixo, veja outras lives sobre redação já exibidas no canal:
Tivemos também revisões de outras disciplinas em formato de “game”:
Outros vídeos de Educação