Reabertura da fronteira dos EUA: entenda regras para turistas


A partir de 8 de novembro, todos estrangeiros adultos que estiverem totalmente vacinados poderão entrar no país. Além comprovar aplicação da vacina, viajante precisa apresentar um teste negativo de Covid-19 feito até 3 dias antes do embarque. Vacinados contra a Covid entrarão nos EUA sem restrições a partir de 8 de novembro, diz Casa Branca
Os Estados Unidos vão retirar as restrições de viagens internacionais, a partir de 8 de novembro, para adultos estrangeiros que estiverem totalmente vacinados, incluindo turistas do Brasil.
A nova regra substitui o atual sistema que restringe o voo de estrangeiros de certos países e impõe outras exigências, como quarentenas obrigatórias.
LEIA TAMBÉM
Passaportes do Japão e de Singapura são os mais poderosos; brasileiro cai para 20º
Quais são as novas regras para a entrada de brasileiros na Europa?
Parque da Disney em Orlando reabriu com castelo da Cinderella reformado após meses fechado devido à pandemia
Gregg Newton/AFP
Exigências para entrar
Além de totalmente imunizado, com as duas doses ou dose única (Janssen), o passageiro precisa apresentar um teste negativo de Covid-19 feito até 3 dias antes do embarque. O visto também segue como exigência (veja mais detalhes abaixo).
Quais vacinas valem?
O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA considera “totalmente vacinado” contra a Covid-19 quem tomou os imunizantes aprovados para uso emergencial no país: da Pfizer, da Moderna e da Janssen (vacina em dose única da Johnson& Johnson).
2 semanas após a segunda dose das vacinas da Pfizer e da Moderna
2 semanas após a dose única da vacina da Janssen
O site do CDC sobre viagens internacionais faz uma ressalva e diz que “a orientação também pode ser aplicada a vacinas contra a Covid-19 que foram listadas para uso emergencial pela Organização Mundial de Saúde (por exemplo, a vacina de Oxford/AstraZeneca)”.
Entre os imunizantes aprovados pela OMS está a CoronaVac, vacina da fabricante chinesa Sinovac que no Brasil é produzida e distribuída em parceria com o Instituto Butantan.
As vacinas autorizadas pela OMS até o momento são as seguintes:
Pfizer/BioNTech
Moderna
Oxford/AstraZeneca — produzida no Brasil pela Fiocruz
Janssen (Johnson & Johnson)
SinoPharm
CoronaVac — produzida no Brasil pelo Instituto Butantan
Como comprovar a vacinação?
O certificado de vacinação deve ser apresentado à companhia aérea antes do embarque. Ainda não está claro se outra documentação será exigida na chegada aos EUA.
É preciso tirar visto?
Sim, o visto para turistas brasileiros é exigido.
Onde é possível tirar visto de turista?
Até a última atualização desta reportagem, a emissão de vistos para turistas ainda estava suspensa no Brasil, segundo informações do site da Embaixada dos Estados Unidos.
O g1 entrou em contato com a Embaixada para mais detalhes, mas ainda não houve resposta. Em São Paulo, o Consulado disse que também aguarda mais informações para divulgá-las.
Veja um passo a passo de como tirar o visto norte americano aqui.
As crianças ainda não estão sendo vacinadas. Elas vão entrar?
Ainda não está claro como será a exigência de vacinas para as crianças. É aguardado que o CDC divulgue mais detalhes sobre essas regras até 8 de novembro.
De acordo com informações obtidas pela agência Reuters, espera-se que crianças menores de 18 anos, por exemplo, fiquem isentas dos requisitos.
É preciso usar máscaras na viagem?
Sim. É necessário máscara que cubra o nariz e a boca durante a viagem de avião. O item também é exigido ao utilizar o transporte público nos EUA.
Veja vídeos de turismo e viagem no g1