Raça Negra canta música inédita com Dilsinho e regrava sucesso de Marília Mendonça em disco ao vivo


♪ Personificado na figura do compositor e vocalista Luiz Carlos, o grupo de pagode Raça Negra apresenta na sexta-feira, 17 de junho, o segundo dos três volumes do álbum O mundo canta Raça Negra.
A música inédita que junta as vozes de Dilsinho e Luiz Carlos, Mão só de ida, é a faixa promovida dentre as oito que compõem o repertório deste segundo disco ao vivo extraído da gravação de show apresentado pelo Raça Negra na Arena Petry, em Florianópolis (SC), em 22 de março.
Como não olhar é a outra música inédita do disco O mundo canta Raça Negra vol. 02. O título hiperbólico do álbum tem a ver com o fato de dois convidados internacionais – o cantor angolano Anselmo Ralph e o cantor panamenho de reggaeton Joey Montana – terem participado da gravação do show.
Ralph, aliás, figura neste segundo disco, precisamente na regravação de Maravilha (Luiz Carlos e Elias Muniz, 1995), sucesso da fase áurea do Raça Negra na década de 1990.
Outro hit do grupo, Cigana (Gabú, 1992) também reaparece no disco ao lado de Me leva junto com você (Gabú, 1994), Quando te encontrei (Luiz Carlos e Gabú, 1993), Perdi você (Luiz Carlos e Gabú, 1992) e da regravação de Transplante (Rafael Augusto, Murilo Huff, Ricardo, Ronael, Jean Carlos e Elias Costa, 2017), sucesso de Marília Mendonça (1995 – 2021) há cinco anos.