‘Queda do Facebook é falha técnica grave’, diz professor da FGV

Facebook e Instagram passam por instabilidade

Facebook e Instagram passam por instabilidade
Pixabay

O Facebook e o Instagram passam por uma instabilidade desde a manhã desta quinta-feira (28). Usuários no Brasil, nos EUA e em vários países na Europa enfrentam dificuldades para acessar seus perfis e fazer novas postagens.

Leia também: Empresa de cibersegurança aponta quais devem ser os riscos em 2020

Segundo o professor da FGV-RJ e especialistas em tecnologia e inovação Arthur Igreja, a queda da rede social pode ser um reflexo de outras falhas registradas neste ano.

“Se for repetir o padrão das últimas três panes, existe um problema de infraestrutura de servidores, que são compartilhados entre Facebook, Instagram e outros aplicativos. Essa é uma falha técnica grave”, explica o professor.

O feriado de Ação de Graças, nos EUA, também pode ter relação com a dificuldades de acesso dos usuários.

“Essa é uma importante data para compras nos EUA e pode ter influenciado na queda do serviço. São nesses momentos que os sistemas são mais exigidos”, afirma Igreja.

Leia mais: Instabilidade do Facebook e do Instagram vira meme no Twitter

Segundo o site Downdetector, que monitora o funcionamento de diversas plataformas, a falha afetou massivamente os usuários norte-americanos.

Queda do Facebook atingiu brasileiro e, principalmente, norte-americanos

Queda do Facebook atingiu brasileiro e, principalmente, norte-americanos
Reprodução/Downdetector

Os usuários que tentaram acessar seus perfis nesta quinta-feira receberam uma mensagem informado sobre uma manutenção na plataforma. O professor considera essa medida incomum.

“Fazer uma atualização de sistema no Dia de Ação de Graças é muito estranho, pois é um feriado absurdamente importante nos EUA”, explica o especialista.

O professor alerta para o risco de ter os dados vazados nessa situação. “Quando acontecem falhas dessa natureza, normalmente, é nesse momento que o servidor fica mais fragilizado e pode acontecer roubo de dados”, afirma Igreja. “O usuário final não tem o que fazer, apenas esperar”, completa.

Procurado pelo R7, a Facebook enviou o seguinte posicionamento:

“Mais cedo, um problema na nossa central de sistemas de software fez com que as pessoas tivessem problemas em acessar a família de apps do Facebook. Rapidamente investigamos a causa e já começamos a restaurar o acesso aos serviços. Estamos monitorando até a questão ser resolvida completamente. Pedimos desculpas pelo inconveniente”