Quatro em cada cinco usuários de internet na área rural se conectam apenas pelo celular, diz pesquisa


TIC Domicílios aponta que 83% dos usuários em regiões rurais só usam o aparelho móvel para se conectar. Segundo o levantamento, 20% dos domicílios nessas regiões têm computador. O celular é o único aparelho de acesso à internet para 83% dos usuários que estão em áreas rurais no Brasil, de acordo com a pesquisa TIC Domicílios 2021. Na área urbana, está é a situação de 61% dos usuários.
As informações foram apresentadas nesta terça-feira (21) pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br).
Os dados sobre uso de celular como único dispositivo de acesso se referem à parcela de pessoas em áreas rurais no Brasil que acessaram a internet no ano passado. O grupo equivale a 73% da população rural – em 2019, o índice era de 53%.
Leia também:
81% da população brasileira acessou a internet em 2021, diz pesquisa
O coordenador da pesquisa do Cetic.br, Fábio Storino, explica que o crescimento foi causado principalmente por conta da pandemia, que fez a internet se tornar um serviço ainda mais essencial para trabalar, estudar, fazer compras e praticar atividades de lazer.
“Por outro lado, também houve um esforço de atores públicos e privados durante esse período para levar conectividade a todas as regiões do país”, analisa.
A pesquisa também mostra que 71% dos domicílios em áreas rurais têm internet, mas apenas 20% deles têm computador. Na média nacional, 82% dos domicílios têm internet, mas apenas 39% têm computador.
Serviços públicos
Segundo o levantamento, os serviços públicos disponíveis na internet são menos usados por quem está na área rural.
Entre os usuários de internet nessas regiões, 57% usaram algum serviço do governo em 2021. Por outro lado, em áreas urbanas, o índice é de 72%.
A TIC Domicílios 2021 foi produzida pelo Cetic.br a partir de entrevistas em 23.950 domicílios realizadas entre outubro de 2021 e março de 2022.
Pesquisa mostra o acesso à internet no Brasil
Arte/g1
Saiba como evitar golpes no WhatsApp
Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger