Quatis ganham área adaptada dentro do Bioparque da Amazônia para serem monitorados


Administração informou que animais recebem alimentação balanceada e cuidados com a saúde, e ainda haverá controle da procriação. Espaço foi aberto para visitação. Quatis ganham área adaptada dentro do Bioparque da Amazônia, em Macapá
Jorge Júnior/Rede Amazônica
Eles vivem soltos, chamam a atenção dos visitantes e agora ganharam um espaço só deles dentro do Bioparque da Amazônia, em Macapá. Os quatis, pequenos mamíferos carnívoros, podem ficar numa área adaptada, que serve para os técnicos do parque estudarem ainda mais a alimentação, comportamento e controlar a procriação dos indivíduos.
De acordo com a administração do Bioparque, atualmente é estimada a existência de cerca de 300 quatis vivendo no local.
Quati tenta se alimentar dentro da área da anta no Bioparque da Amazônia
Jorge Júnior/Rede Amazônica
A espécie come de quase tudo e a busca por alimentação dentro dos logradouros de outros animais chamou a atenção da direção. Um dos casos registrados foi o do quati que resolveu se alimentar dentro da área de isolamento da anta.
De acordo com o diretor do Bioparque da Amazônia, Marcelo Oliveira, os profissionais já realizam a acolhimento dos animais para monitorá-los com mais facilidade no novo espaço, que é aberto para visitações do grande público.
“Eles estavam constantemente invadindo os logradouros em busca de alimentação, foi quando nos reunimos com a equipe técnica e pensamos em um espaço para que eles pudessem encontrar a comida dentro daquele ambiente”, comentou Oliveira.
Novo espaço oferta alimentação balanceada e monitoramento de doenças e da reprodução
Jorge Júnior/Rede Amazônica
Além da oferta de alimentação balanceada, os cuidados da equipe com os quatis também são voltados para o controle da reprodução da espécie, que, de acordo com o biólogo Breno Nery, acontece de forma bastante acelerada.
“O quati se alimenta tanto de fruta quanto de carne, e são animais que estão adaptados a esse meio. Eles têm uma reprodução muito rápida, uma gestação em torno de 10 a 11 semanas de 2 a 7 filhotes” explicou Nery.
Coordenação do Bioparque aconselha que visitantes apenas tire fotos
Jorge Júnior/Rede Amazônica
Por serem animais silvestres, a direção do Bioparque pede que seja respeitado o espaço deles. Não é permitido tocar e nem alimentá-los, mas os visitantes podem ficar a vontade para observar e tirar fotos.
O Bioparque da Amazônia tem uma área total de 107 hectares, dos quais somente 10 são abertos aos visitantes.
Serviço
Bioparque funciona de quarta a domingo, de 9h às 17h (16h20 fecha a bilheteria);
o ingresso para entrar custa R$ 10;
a entrada é gratuita para crianças até 5 anos e idosos acima de 60 anos;
toda quarta-feira tem meia-entrada para todos;
quem tem direito à meia-entrada? estudante, militar, professor, PCD, doador de sangue, registro no CadÚnico (mediante comprovação)
Entrada no Bioparque da Amazônia, na Rodovia JK
PMM/Divulgação
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP: