Projeto faz mapeamento inédito de banco de alimentos e cozinha solidária no Brasil


Iniciativa da Ação da Cidadania e do Google vai facilitar troca de informações entre instituições, empresas e pessoas físicas que sejam doadoras. Cozinha solidária
Thais Alvarenga / Divulgação
Um projeto da Ação da Cidadania e do Google está realizando um mapeamento inédito de bancos de alimentos, despensas e cozinhas solidárias em funcionamento no Brasil.
O projeto vai facilitar a troca de informações entre as instituições, empresas e pessoas físicas que sejam doadores.
O cadastro para as organizações é gratuito e deve ser preenchido por meio de formulários online que serão disponibilizados no site da Rede de Alimentação Solidária.
Agro solidário: veja 3 iniciativas que incentivam agricultores a doarem parte da produção
Recordes no agronegócio e aumento da fome no Brasil: como isso pode acontecer ao mesmo tempo?
“Nós vamos apoiar na intermediação entre as instituições e o setor privado, em especial o setor de produção de alimentos, facilitando doações de insumos para os projetos da rede, e na conscientização sobre o desperdício e recuperação de excedentes alimentares da sociedade. Juntos somos mais fortes.” diz Kiko Afonso, diretor executivo da Ação da Cidadania.
Já o Google vai ajudar a disponibilizar na plataforma do Maps e também no sistema de busca, a localização dos pontos de distribuição e informações das entidades que se cadastraram e participam da rede.
Assim, na próxima etapa do projeto, será possível pesquisar endereços de doação de alimentos e cozinhas solidárias, como restaurantes comunitários para refeições grátis e sopões, distribuídos por dezenas de cidades no país e avaliados pela Ação da Cidadania.
A iniciativa tem ainda apoio do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos da ONU (WFP), que forneceu suporte técnico.
“Sabemos que muitas pessoas em situação de fome estão procurando formas de obter ajuda e o nosso objetivo é dar acesso rápido, organizado e fácil de onde encontrar uma rede de apoio e a refeição grátis mais próxima”, diz Ivan Patriota, coordenador de parcerias do Google Maps na América Latina.
Cozinha solidária
Thais Alvarenga / Divulgação
Previsão de funcionamento
A primeira Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, Despensas de Alimentos e Cozinhas Solidárias da Sociedade Civil está prevista para começar a funcionar no último trimestre desse ano.
A própria Ação da Cidadania irá apoiar as organizações da rede com doações de alimentos em todo o país. Elas também terão acesso à Rede de Parceiros apoiadores da ONG, além de conteúdos informativos em parceria com o WFP.
Um estudo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN) constatou que, só no último trimestre de 2020, 116 milhões de brasileiros não têm comida suficiente ou passam fome.
Além disso, mais de 30% da produção mundial de alimentos é desperdiçada após a colheita até o consumo no varejo. Índice de Desperdício de Alimentos 2021 do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) revelou que cerca de 930 milhões de toneladas de alimentos foram inutilizados em 2019, ou seja, 17% da produção de comida no mundo foi descartada.
VÍDEOS: tudo sobre o agronegócio