Produtores paulistas investem no plantio de girassol


Flor é uma das opções de cultivo na safra de inverno. Produtores paulistas investem no plantio de girassol
Reprodução/TV TEM
A terra que até pouco tempo era ocupada por um canavial velho, hoje está cheia de vida e cor. Carlos Missiagia plantou girassol em 74 hectares no município de José Bonifácio (SP).
O girassol é uma das quatro maiores fontes de óleo vegetal comestível no mundo, mas ele pode ser usado para muitas outras finalidades, como sementes para alimentar aves. Carlos vai vender tudo para empresas cerealistas que selecionam o grão e enviam para a Ceagesp na Capital Paulista.
(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 26/05/2019)
Produtores paulistas investem no plantio de girassol
Além de ser uma planta resistente a períodos de seca, ela não exige muito investimento em tratos culturais. As flores têm uma particularidade curiosa: giram conforme a posição do Sol.
E não é só o produtor que fica satisfeito com a beleza e o desenvolvimento da lavoura. As abelhas fazem a festa à procura de pólen. Além de ajudar no processo de polinização, o girassol é muito eficiente para enriquecer o solo, beneficiando também o plantio de futuras outras culturas.
Laércio Sparapani cultiva girassóis há 20 anos e tem 15 hectares plantados numa fazenda em São José do Rio Preto. Quando a planta atingir o ponto de colheita, tudo vai virar silagem para o gado. Ele espera colher 280 toneladas para ajudar a engordar 300 bois no confinamento.
A produção de girassóis no Interior Paulista ainda é pequena. O principal produtor do País é o Estado de Mato Grosso, responsável por 62% do girassol produzido no Brasil.
Acesse + TV TEM | Programação | Vídeos | Redes Sociais
Confira as últimas notícias do Nosso Campo