Produção de veículos no Brasil cresce 8,4% em julho, diz Anfavea


As exportações continuam em baixa, com queda de 15,3% considerando o mesmo mês de 2018 – por outro lado, o número subiu 4,2% em relação a junho. Produção de veículos no Brasil
Nacho Doce/Reuters
A produção de veículos cresceu 8,4% em julho, de acordo com a associação que representa as montadoras, a Anfavea. A comparação é com o mesmo mês de 2018.
Durante o último mês, foram produzidos 266.371 carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, contra 245.641 em julho do ano passado.
Quando comparado com junho, quando foram produzidas 233.150 unidades, o número é 14,2% maior.
Exportações: sobe e desce
Ainda como reflexo da crise na Argentina, as exportações seguem baixas. Em relação a julho de 2018, o número de unidades de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus exportadas caiu 15,3% – de 49.705 para 42.115.
Nos mesmos períodos, apenas o segmento de ônibus registrou crescimento, mesmo que pequeno: 0,8%. Para veículos e comerciais leves, houve queda de 15,3%, e de 29,7% para caminhões.
“Tivemos um crescimento importante em Colômbia e México, mas ainda são mercados pequenos para nós. Isso não compensa o impacto da Argentina”, afirma Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.
Por outro lado, a quantidade cresceu 4,2% considerando o mês anterior, junho, quando 40.434 veículos saíram do Brasil.
Caminhões em destaque
Apesar de ser o segmento que mais caiu nas exportações, os caminhões continuam se destacando na produção. Foram 10.918 unidades em julho de 2019, contra 8.855 de julho de 2018, um aumento de 23,3%.
Quando a comparação é com o mês anterior, junho, a categoria teve produção 9,3 maior, com 9.993 unidades.
Licenciamento também cresceu
De acordo com a Anfavea, o número de licenciamentos de veículos aumentou 12% comparando os meses de julho de 2019 e 2018. Mais uma vez, quem mais contribui para a conta são os caminhões, com aumento de 35,7% no período. Os ônibus apresentaram queda de 1,8%.
Esta matéria está em atualização.