Primeiros candidatos a terminarem Enem apontam questões complicadas e surpresa na redação: ‘Esperava algo mais atual’


Para os estudantes, os enunciados exigiam muito esforço para serem interpretados. Pedro Marcatto sonha em estudar literatura e prestou o Enem pela segunda vez.
Leandro Melo
Os primeiros candidatos a finalizarem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em uma universidade de Mogi das Cruzes, estavam incomodados com as questões da prova. Eles alegaram questões “mal elaboradas” e esperavam uma “redação com tema mais atual”. O tema da prova este ano foi “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”.
Esse é o caso de Pedro Marcatto, de 22 anos, que fez o exame pelo segundo ano, e ficou surpreso ao se deparar com a temática deste ano. “O tema me pegou de surpresa, esperava algo mais atual, mas acho que eu consegui desenvolver uns argumentos bem legais”, conta.
Para ele, a parte mais complicada foi interpretar as questões, que segundo ele, estavam bem complicadas. “Agora as questões foi o que me pegou acredito, textos complicados demais”, diz o candidato que sonha em estudar literatura.
Assista a mais notícias