Presidente da Capes nomeia aluna para diretoria de Relações Internacionais do órgão


Lívia Palli Palumbo é aluna de pós-graduação e orientanda de Cláudia Mansani Queda de Toledo no Centro Universitário de Bauru, que pertence à família da presidente do órgão. Lívia Palumbo, nova diretora de Relações Internacionais do Capes
Reprodução/LinkedIn
A presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Cláudia Mansani Queda de Toledo, nomeou para a diretoria de Relações Internacionais do órgão uma advogada de quem é orientadora no curso de doutorado.
A nomeação de Lívia Palli Palumbo, de 35 anos, foi publicada na edição de quarta-feira (4) do “Diário Oficial da União”.
Além de ainda não ter concluído o doutorado, Palumbo faz o curso no Centro Universitário de Bauru (SP), instituição que é da família da presidente da Capes. Foi lá onde o ministro da Educação, Milton Ribeiro, se graduou em direito.
Ligada ao Ministério da Educação (MEC), a Capes é o órgão responsável pela avaliação e fomento da pós-graduação no país.
Veja também:
Conselho Universitário da UFRGS aprova parecer para analisar a destituição de reitor
Sisu 2021: Inscrição no processo seletivo do segundo semestre termina na sexta
Fuvest 2022: Termina no sábado prazo para pedido de redução e isenção de taxa de inscrição do vestibular
Palumbo irá substituir Heloísa Hollnagel, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O motivo da saída não foi informado. A nova diretora vai comandar na Capes a área responsável pelas atividades de internacionalização da pós-graduação brasileira.
Nesta função, ela lidará com negociações e celebração de cooperações internacionais, apesar de não constarem em seu currículo experiências anteriores relacionadas a essas atividades.
O G1 questionou a Capes sobre a nomeação de Palumbo, bem como o fato de ela não ter terminado o doutorado, mas até a última atualização não obteve resposta. Palumbo também foi procurada pela reportagem, mas não deu retorno.
A nomeação da presidente da Capes, em abril, também causou questionamentos em razão de sua relação pessoal com o ministro da Educação. Ela é reitora do Centro Universitário de Bauru e teve um curso de pós-graduação com recomendação de descredenciamento pela própria Capes em 2017 por não ter atingido a nota mínima para continuar em funcionamento.
O ministro Milton Ribeiro e a presidente da Capes, Cláudia Mansani Queda de Toledo
Twitter do ministro Milton Ribeiro
Foi pela mesma instituição de ensino que diretora da Capes obteve seu doutorado em direito constitucional em 2012.