Pontos turísticos do Rio amanhecem fechados devido à pandemia do novo coronavírus


Bondinho do Pão de Açúcar, RioStar e Museu de Arte Moderna do Rio informaram que as atividades estão suspensas temporariamente. Bondinho Pão de Açúcar suspende atividades devido à pandemia de coronavírus
Divulgação
Os pontos turísticos do Rio de Janeiro amanheceram fechados nesta terça-feira (17) devido à pandemia do novo coronavírus. As medidas são adotadas após orientações do governador Wilson Witzel e do Governo Federal para conter a proliferação do vírus.
O Bondinho do Pão de Açúcar, que abre as portas a partir das 9h, suspendeu as atividades pelo período de 15 dias. O prazo, segundo a administração, poderá ser reavaliado a qualquer momento.
Os visitantes que adquiriram ingressos para este período vão poder fazer o reagendamento a partir da data de reabertura do parque por meio do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) para até 180 dias após a data do bilhete.
Em caso de dúvidas, os visitantes podem entrar em contato pelo e-mail sac@bondinho.com.br.
A RioStar, roda gigante inaugurada na Zona Portuária do Rio, também não vai funcionar nesta terça-feira (17) para recesso temporário até dia 30 de março.
O mesmo foi feito no Museu de Arte Moderna do Rio, no Aterro do Flamengo. Tanto as visitações às exposições, quanto excursões escolares, sessões da cinemateca e atendimentos a pesquisadores estão suspensos temporariamente.
O Trem do Corcovado informou na segunda-feira (16) que também suspenderia as atividades até dia 30 de março.
No portal da atração, no entanto, há a afirmação de que a atividade continuaria nesta terça-feira (17) após determinação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
Tanto o Trem do Corcovado quanto o ICMBio foram procurados pelo G1 e não responderam até a última atualização desta reportagem.
RioStar também parou atividades como prevenção ao novo coronavírus
Reprodução/TV Globo
Situação de emergência
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse que vai decretar situação de emergência no estado devido ao novo coronavírus, na segunda-feira (16).
O estado de emergência se caracteriza pela iminência de danos à saúde e aos serviços públicos. O governo não explicou o que será feito com o decreto de emergência e afirmou que não há uma duração estimada.
A reportagem do G1 apurou que a situação de emergência vai permitir contratações sem licitação na área da Saúde, além de recomendações sobre os empreendimentos que devem ser fechados ou funcionar parcialmente.
Shoppings funcionarão em um turno;
Lojas dos shoppings estarão fechadas e só a praça de alimentação ficará aberta;
Os bares e restaurantes das praças devem funcionar com 1/3 das mesas;
Academias devem ser fechadas.
Initial plugin text