Polícia da Austrália prende adolescente alemão por roubo e selfies em museu


Jovem é acusado de roubar chapéu de caubói e um quadro. Imagem de câmera de vigilância mostra jovem tirando selfie no Australian Museum
New South Wales Police/Reuters
A polícia da Austrália autuou um adolescente alemão nesta segunda-feira (18) por invadir um museu de Sydney, e câmeras de segurança o mostraram supostamente tirando selfies perto de exibições de dinossauros.
A polícia de Nova Gales do Sul disse que Paul Kuhn invadiu o Museu Australiano perto da 1h do dia 10 de maio, usando andaimes próximos para ter acesso ao local, e explorou suas atrações durante 40 minutos.
“Ele tirou algumas selfies em algumas das exposições. Ele também roubou um chapéu e um quadro da parede e mais tarde saiu”, disse Sean Heaney, inspetor-chefe da polícia de Nova Gales do Sul, aos repórteres em Sydney.
O estudante de 25 anos compareceu a um tribunal nesta segunda-feira e foi acusado de roubar um chapéu de caubói e uma obra de arte.
Ele saiu sob fiança com a condição de que entregue o passaporte e cumpra um toque de recolher.
O Museu Australiano é o mais antigo do país, e está fechado ao público para reformas desde agosto de 2019.