Pirelli retoma parte da produção em SP e RS


Companhia tinha suspendido em 23 de março as atividades em suas fábricas na América do Sul por causa do coronavírus. Capacidade de funcionamento ainda é reduzida, diz empresa. Fábrica da Pirelli, em Campinas
Pirelli/Divulgação
A fabricante de pneus Pirelli anunciou nesta segunda-feira (20) a retomada de parte de sua produção nos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, citando demanda do mercado.
Coronavírus: veja os efeitos na indústria automotiva
A companhia, que tinha suspendido em 23 de março a produção em suas fábricas na América do Sul, afirmou que as fábricas em Campinas (SP) e Gravataí (RS) “retomarão a produção com capacidade produtiva reduzida em 20 de abril”. A empresa não informou volumes de produção.
Além destas duas fábricas, a Pirelli ainda tem uma terceira no Brasil, em Feira de Santana (BA), que segue parada.
“A companhia implementou uma série de medidas para conter a disseminação da Covid-19”, afirmou a Pirelli em comunicado à imprensa, em que citou que “apenas funcionários essenciais para atender este volume de produção voltarão às atividades in loco neste momento”.
A empresa citou como demanda, além do mercado de reposição, veículos de emergência como ambulâncias.
Na semana passada, a empresa de armazenagem de grãos Kepler Weber anunciou retomada gradual de suas atividades operacionais a partir da terça-feira passada. Dias antes, a fabricante gaúcha de móveis Unicasa e a fabricante de calçados Grendene já tinham anunciado reinício de operações presenciais.