Pianista Luiz Eça é homenageado pelo filho, Igor Eça, em single com baião feito na juventude


♪ Um dos músicos mais influentes do Brasil, inclusive por ter formado o Tamba Trio na década de 1960, o pianista, compositor e arranjador carioca Luiz Eça (3 de abril de 1936 – 24 de maio de 1992) repreendeu o filho (também) músico, Igor Eça, quando soube que o então debutante Igor, ao se formar na escola de música ProArte, desistira de apresentar o baião que ele, Igor, compusera na juventude, optando por tocar na formatura um tema de autoria do próprio Luiz Eça.
Reescrito anos depois por Igor Eça, o baião ganhou o título de Prapapai e foi gravado em 2020 pelo multi-instrumentista na companhia do pianista Gilson Peranzzetta, do baterista Jurim Moreira e do flautista e saxofonista Mauro Senise.
É essa gravação inédita que Igor Eça lança em single na sexta-feira, 19 de fevereiro, em edição da gravadora Biscoito Fino.
Capa do single ‘Prapapai’, de Igor Eça
Divulgação
Enquanto promove o single Prapapai para acertar as contas com a memória afetiva e homenagear Luiz Eça, Igor Eça aguarda oportunidade de concretizar o projeto do álbum Avenida samba canção, projeto fonográfico dedicado ao samba-enredo e idealizado pelo artista ao lado da cantora Paula Santoro e do percussionista Mingo Araújo.