Paulinho da Viola volta ao disco, após 13 anos, com gravação ao vivo feita antes do último álbum do artista


Registro de show sai em 30 de outubro com capa assinada por Elifas Andreato. ♪ Paulinho da Viola volta ao disco neste mês de outubro de 2020, 13 anos após ter lançado CD e DVD gravados ao vivo em 2007 na série Acústico MTV.
Com capa assinada por Elifas Andreato, artista visual recorrente na discografia do cantor, o álbum Sempre se pode sonhar chega ao mercado fonográfico em 30 de outubro em edição da gravadora Sony Music.
Não se trata do esperado álbum de músicas inéditas que Paulinho deve há mais de 20 anos ao público do artista – o último, Bebadosamba, foi lançado em 1996 – mas de disco com gravação ao vivo extraída dos arquivos do artista.
Álbum batizado com o nome de samba composto por Paulinho em parceria com Eduardo Gudin e lançado em 2006 nas vozes dos autores, em gravação feita com a adesão vocal da cantora Vânia Bastos, Sempre se pode sonhar apresenta o registro de 22 músicas captadas ao vivo na temporada de shows feito pelo cantor no Teatro Fecap, na cidade de São Paulo (SP), de 13 de setembro a 8 de outubro de 2006.
Uma dessas 22 músicas, Ela sabe quem eu sou, é inédita em disco, embora já venha sendo cantada em shows por Paulinho desde aquela época.
Curiosamente, Paulinho da Viola retorna ao mercado fonográfico com gravação ao vivo feita antes do último álbum do artista, o Acústico MTV de 2007.