Paris adia teste sobre transmissão de Covid em casas noturnas por falta de voluntários


Organizadores esperavam encontrar 4.400 pessoas totalmente vacinadas entre 18 e 49 anos, mas anunciaram que número de voluntários não foi suficiente para permitir que estudo apresentasse resultados conclusivos . Foto mostra patrulha policial em frente à Torre Eiffel, na França, no réveillon
Thibault Camus/AP Photo
Um teste planejado para este sábado (26) em duas casas noturnas parisienses para estudar a transmissão do coronavírus em festas com pessoas vacinadas foi adiado “para uma data posterior” devido à falta de voluntários suficientes, anunciaram os organizadores.
“O número de voluntários não foi suficiente para permitir que o estudo apresentasse resultados conclusivos no atual contexto epidêmico”, afirmaram os organizadores em um comunicado, que esperavam encontrar 4.400 pessoas totalmente vacinadas entre 18 e 49 anos.
Leia também: Paris tem show-teste com 5 mil pessoas sem distanciamento e com uso de máscaras obrigatório
O experimento, liderado pela agência de pesquisa francesa ANRS e pelo Hospital de Paris, deveria acontecer das 23h de sábado (26) às 6h de domingo (27) nas casas noturnas “Le cabaret sauvage” e “La machine du Moulin Rouge” na capital francesa.
“As equipes científicas, logísticas e artísticas continuam mobilizadas e unidas no projeto para uma experiência que vai acontecer em uma data posterior”, prossegue o comunicado, sem especificar uma data concreta.
O objetivo do teste era avaliar “a transmissão do SARS-CoV-2 em eventos festivos em ambientes fechados, com lotação total e com pessoas vacinadas”, explicou o coordenador do projeto, o doutor Jérémy Zeggagh.
O plano de fim do confinamento do governo francês prevê a reabertura das boates no dia 9 de julho com lotação de 75% e a recomendação do uso de máscara, permitindo o acesso apenas a pessoas vacinadas ou com teste de covid negativo.
Os organizadores do projeto estavam confiantes de que seus resultados, inicialmente esperados para o final de julho, permitiriam que as condições de abertura fossem modificadas posteriormente.
VÍDEO: Paris tem show de rock fechado, com aglomeração e máscaras