Zizi Jeanmaire, bailarina e cantora francesa, morre aos 96 anos


Zizi reinventou os limites tradicionais da dança, música e salão de música a partir dos anos 50 e teve destaque no cinema. Morte foi confirmada pela filha Valentine. Bailarina e cantora Zizi Jeanmaire em foto de 2004
JEAN AYISSI / AFP
A dançarina e cantora francesa Zizi Jeanmaire morreu na sexta-feira (17) na Suíça, aos 96 anos, informou sua família à AFP.
“Minha mãe faleceu pacificamente na noite passada em sua casa em Tolochenaz, na Suíça”, anunciou sua filha, Valentine Petit.
O funeral será realizado em particular, mas em setembro será prestado um tributo na igreja de Saint-Roch, a paróquia parisiense de artistas.
Profissional formada pela escola de dança da Ópera de Paris, Zizi ousou misturar a dança clássica e musicais ao longo de uma longa e marcante carreira.
Dançarina e cantora francesa Zizi Jeanmaire se apresenta no Casino de Paris em Paris em foto de arquivo de 1 de fevereiro de 1972
STAFF / AFP
Carreira de sucesso
Renée Marcelle Jeanmaire nasceu em 29 de abril de 1924 e conheceu Roland Petit, um dos maiores coreógrafos franceses, aos 9 anos na escola de dança Ópera de Paris em 1933. Sete anos depois, 1940, Zizi integrou o corpo de baile do renomado balé.
Eles se casaram em 1954 e tiveram Valentine, que também segue carreira na dança e na atuação. Petit formou os Ballets des Champs-Elysées e, depois, os Balés de Paris. O coreógrafo morreu em 2011.
Zizi se destacou em “Carmen”, em 1949, com uma coreografia de Petit moderna e ousada e em “La Croqueuse de Diamonds”, um ano depois.
Nos anos 50, ela apareceu no cinema em filmes, muitas vezes de dança, como “Hans Christian Andersen”, de Charles Vidor, “Folies-Bergère e Charming boys”, de Henri Decoin, “Guinguette” de Jean Delannoy.
Ela também participou de filmes em Hollywood e em musicais da Broadway.
“Mon truc em plumes”, criado em Paris em 1961, mostra Jeanmarie na pele de uma personagem chique e ousada ao mesmo tempo. A atuação em “O Jovem e a Morte”, ao lado de Rudolf Nureyev, para uma versão filmada, recebeu excelentes críticas.
Repercussão
Bailarinos lamentaram a morte de Zizi e reafirmaram seu legado em homenagens nesta sexta (17).
“Uma mulher e uma artista excepcional que nos deixa. Zizi Jeanmaire vai ficar para sempre em nossas memorias, única e inimitável. Zizi, nós te amamos”, escreveu Manuel Legris, que já foi um dos principais bailarinos da Ópera de Paris.
“Nunca esqueceremos você, querida Zizi”, comentou a ex-bailarina francesa Marie-Agès Gillot.
Semana pop explica como o Black Lives Matter está mudando a cultura pop
Semana pop explica como o Black Lives Matter está mudando a cultura pop

Please enter banners and links.

Del Rangel: famosos lamentam morte de diretor


Larissa Manoela, Marcelo Tas e outros artistas prestaram homenagem ao diretor nas redes sociais. Del Rangel morreu nesta quinta-feira (16), aos 64 anos. Del Rangel em 2012
Reprodução / Youtube
Larissa Manoela, Marcelo Tas e outros famosos usaram as redes sociais para lamentar a morte de Del Rangel. O diretor e produtor morreu nesta quinta-feira (16), aos 64 anos. A causa da morte não foi revelada.
Marcelo Tas, apresentador e ator
“Arrasado com a notícia da morte de Del Rangel, diretor de programação da TV Cultura. Figura sensível e talentosa, grande estimulador de novas ideias. Meu carinho à família e amigos.”
Initial plugin text
Larissa Manoela, atriz
“Difícil saber que você foi embora, Del! Um grande diretor. Que prazer ter sido dirigida por você na minha primeira novela, Corações Feridos, e logo depois Carrossel. Você me ensinou tanto, me dizia sempre palavras tão belas! Te guardo em um lugar muito especial do meu coração. Poucas são as fotos, mas os momentos presentes com você jamais sairão da minha memória. Descanse em paz. Meus mais sinceros sentimentos a toda família.”
Larissa Manoela lamenta morte de Del Rangel
Reprodução/Instagram
João Marcelo Bôscoli, produtor musical
“Del Rangel… Saudade do Brasil”
Initial plugin text
Elaine Mickely, atriz
“Meu coração está partido nesse momento. Acabei de saber que o queridíssimo diretor de (TV & Cinema) e consequentemente meu amigo. Del Rangel, partiu desse plano para outras dimensões… Se transformou um anjinho sem se despedir de nós. Só tenho agradecer pelo seu respeito e carinho com meu trabalho! Sua sensibilidade ao dirigir um ator era única! Muito obrigada por tudo meu amigo.”
Initial plugin text
Fábio Villa Verde, ator
“Triste notícia do falecimento do diretor Del Rangel com quem trabalhei ainda criança no filme do Renato Aragão (O Trapalhão de Arca de Noé) e depois de alguns anos na novela do SBT (Vende-se um Véu de Noiva). Deus o receba e conforte os corações dos familiares e amigos.”
Initial plugin text
Guilherme Uzeda, ator
“Que triste ! Que cedo! Faleceu o grande diretor Del Rangel. Uma grande pessoa. Competente e generoso.”
Initial plugin text
Morre em SP o diretor e produtor Del Rangel

Please enter banners and links.