Oscar Schmidt diz que continua fazendo tratamento contra câncer no cérebro: ‘Tô brigando pela minha vida aqui’


Ex-jogador de basquete vem passando por quimioterapia, sem prazo para terminar. Oscar Schmidt esteve em Natal para a festa dos 80 anos do Salesiano São José
Jocaff Souza/GloboEsporte.com
O ex-jogador de basquete Oscar Schmidt, de 53 anos, comentou que continua com o tratamento contra um câncer.
Em 2011, ele fez a primeira cirurgia para retirar um tumor no cérebro. Em 2013, o ex-atleta passou por uma segunda operação e fez sessões de radioterapia. Desde então, ele vem passando por quimioterapia, sem prazo para terminar.
“Se eu curei, eu vou parar agora? Eu continuo fazendo, a quimio nunca para. Se o médico quiser para. Um dia ele falou que estava pensando em parar a quimioterapia, daí eu falei ‘você quer me matar? Tá dando tudo certo, vai parar para quê?’ Tô brigando pela minha vida aqui, meu amigo”, comentou Oscar, em entrevista ao Ticaracatica Cast, programa apresentado por Bola e Carioca, ex-membros do “Pânico”.
Câncer de cérebro tem até quatro graus de gravidade
“Eu perdi o medo de morrer, mas eu morria de medo de morrer. Perdi porque vencer um câncer a vida fica maravilhosa. Tenho a vida que pedi a Deus, a vida que eu sonhei.”
Considerado um dos maiores jogadores do basquete brasileiro, Oscar fez história ao liderar a seleção na conquista dos Jogos Pan-Americanos em 1987, quando o Brasil venceu os EUA em solo americano.
Relembre depoimento de Oscar ao ‘O que vi na vida’, quadro do Fantástico. “Câncer me ensinou a aproveitar a vida”, disse o ex-jogador.
O Que Vi da Vida: ‘Câncer me ensinou a aproveitar a vida’, diz Oscar Schmidt