OnlyFans limita valor cobrado por fotos eróticas após Bella Thorne faturar US$ 1 milhão em 24h


Após movimentação recorde com imagens da ex-atriz da Disney, rede social que permite vender acesso a posts estabeleceu limite de US$ 50 por post e US$ 100 por ‘gorjeta’. Bella Thorne
Reprodução/Instagram
Após a ex-atriz da Disney arrecadar um valor recorde ao entrar no OnlyFans, o site que permite cobrar por conteúdos, em grande parte eróticos, estabeleceu um limite de US$ 50 por post e US$ 100 por “gorjeta”, uma remuneração livre em que os fãs transferem dinheiro para os donos das páginas.
Bella Thorne atingiu sua meta de faturamento no OnlyFans logo no primeiro dia de plataforma. A atriz, que tinha a expectativa de arrecadar esse montante em um mês, somou o valor nas primeiras 24 horas de plataforma segundo a imprensa internacional.
O próprio OnlyFans compartilhou e celebrou a notícia em sua página no Instagram.
“OnlyFans é a primeira plataforma onde posso controlar totalmente a minha imagem, sem censura, sem julgamento e sem ser intimidada online por ser eu mesma”, disse Bella em entrevista para a revista Paper antes da estreia na plataforma.
A assinatura para o perfil de Thorne custa US$ 20 (cerca de R$ 111) por mês. Atualmente, a página da atriz está com desconto e o internauta pode pagar US$ 16 para ter acesso ao conteúdo publicado por Bella.
Em seu Twitter, a atriz avisou aos seguidores que não está publicando nudes na página. “Não, eu não estou fazendo cenas de nudez”, escreveu.
Bella também negocia um documentário sobre suas experiências na plataforma. A direção deve ficar por conta de Sean Baker.
OnlyFans
OnlyFans é uma rede social em que o dono do perfil pode cobrar pelo acesso aos posts, em assinatura mensal ou venda avulsa. Funciona para qualquer conteúdo exclusivo, de músicas a aulas, mas basta entrar e ver que a maioria está ali para vender seus nudes.
A plataforma surgiu na Inglaterra em 2016, e ganhou “influencers do sexo” no vácuo das restrições de outras redes. Se no Instagram a nudez é barrada, na nova rede ela é livre e ainda rende dinheiro – tudo restrito a maiores de 18 anos com cadastro do site.
O G1 conversou com algumas pessoas que criaram perfis na página: ‘musa fitness’, youtuber, escritor e ‘camgirl’ contam bastidores.
Bella Thorne anuncia perfil em plataforma de conteúdo adulto e espera faturar US$ 1 milhão