Onça-pintada ferida em incêndio no Pantanal de MT é transferida para GO para tratamento com células-tronco


Felino está gravemente ferido, com queimaduras em todas as patas, e deve passar por tratamento especial. Onça resgatada das queimadas no Pantanal em MT teve queimaduras em todas as pata e estado de saúde é delicado
Willian Gomes / Secomm UFMT
A onça-pintada resgatada de um incêndio no Pantanal, em Poconé, na segunda-feira (17), foi transferida para Goiás, nessa quinta-feira (20). Ela estava internada no Centro de Medicina e Pesquisa de Animais Silvestres (Cempas), da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e foi levada para o Instituto de Preservação e Defesa dos Felídeos da Fauna Silvestre do Brasil em Processo de Extinção (NEX), em Corumbá de Goiás.
No instituto, ela deve passar por um tratamento especial, envolvendo células-tronco, com o objetivo de ajudar na recuperação dos ferimentos. O estado de saúde dela é considerado grave. Todas as patas estão com queimaduras.
De acordo com a UFMT, o felino já chegou em Goiás e está se alimentando bem.
Onça-pintada apareceu em casas ao fugir de queimadas
Ainda no Cempas, o animal recebeu curativos trocados, tomou soro, analgésicos e um antibiótico de última geração. Ainda assim, o último exame de sangue não mostrou melhora no quadro.
O animal apresenta queimaduras de terceiro grau nas patas e há suspeita de que tenha inalado fumaça do incêndio, A onça chegou em estado grave de desidratação.
A onça invadiu várias casas de moradores do Pantanal depois que teve seu habitat destruído pelas queimadas na região durante o fim de semana, em Poconé, a 104 km de Cuiabá.
Onça-pintada foi sedada durante o resgate e encaminhada para Cuiabá
Willian Gomes/Secom UFMT
O resgate
O animal foi resgatado de helicóptero durante uma operação integrada do Corpo de Bombeiros, Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), UFMT, Força Aérea Brasileira (FAB), ICMBio e moradores pantaneiros.
As equipes foram até o Pantanal no sábado (15) para montar um centro de triagem na região para atender os animais vítimas dos incêndios florestais. No entanto, no domingo (16), a equipe foi informada sobre a onça-pintada que apareceu em casas, fugindo do incêndio.
A onça foi sedada e levada em um avião da FAB até o hospital veterinário de Cuiabá.